Simule e contrate
logo

G1


Repasse foi confirmado na tarde desta quarta-feira (8) pelo estado; veja como receber. Doria durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira Reprodução/YouTube O governo de São Paulo vai pagar R$ 55 por mês para 92,6 mil alunos da rede estadual matriculados na região de Campinas (SP), como alternativa para a merenda escolar, segundo nota divulgada na tarde desta quarta-feira (8) pelo Estado. O benefício faz parte do programa Merenda em Casa; veja abaixo passo a passo sobre como receber. A previsão do governo é de que um total de R$ 80 milhões seja aplicado entre os meses de abril e maio para contemplar 732 mil estudantes, e o governador, João Doria (PSDB), sinalizou que a medida pode ser estendida diante da necessidade de enfrentamento ao novo coronavírus. As famílias dos alunos contemplados recebem o Bolsa Família ou vivem situação de extrema pobreza e não recebem o benefício federal, de acordo com o Cadastro Único do Ministério da Cidadania. MAPA: casos de coronavírus pelo Brasil Coronavírus: veja perguntas e respostas Últimas notícias de coronavírus de 8 de abril na região de Campinas Considerando-se todos os municípios paulistas, 113 mil alunos devem receber benefício em dobro. Neste caso, o valor extra será garantido por da iniciativa de uma organização social especializada em parcerias público-privadas. "O repasse de R$ 55 é subsidiado integralmente pelo governo de São Paulo e será oferecido enquanto as aulas da rede pública estadual permanecerem suspensas", diz nota. Como será feito o pagamento? O pagamento será feito por meio do aplicativo PicPay, que pode ser usado em qualquer modelo de smartphone. O cadastro no aplicativo deve ser realizado no nome do responsável pela família de cada estudante com direito ao subsídio, informou o Estado. Passo a passo Pesquise por "PicPay" nas lojas virtuais Apple Store (para dispositivos iOS) ou Google Play (para dispositivos Android) e faça o download do aplicativo. Crie uma conta no PicPay com nome, CPF e data de nascimento. Valide a identidade. O usuário receberá notificações no aplicativo pedindo o envio de uma selfie e uma foto do RG ou carteira de habilitação. A medida garante a segurança do usuário no aplicativo e a confirmação da família como beneficiária do programa. Após a confirmação da selfie e do documento, o benefício é creditado na conta PicPay do usuário. Compra de alimentos Não é necessário ter conta bancária ou cartão de crédito. É possível sacar o dinheiro em um caixa eletrônico da rede 24Horas e transferir o valor para outras contas, sem taxa adicional. O subsídio de R$ 55 será disponibilizado até o último dia útil do mês, sem descontos de taxas. Os beneficiários podem fazer pagamentos por meio do celular em mais de 2,5 milhões de estabelecimentos que aceitam PicPay. As lojas são identificadas por placas com o QR Code do aplicativo ou no próprio sistema de buscas da ferramenta digital. Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença Foto: Infografia/G1 Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Decreto prorrogou isolamento até o dia 22 de abril na cidade, seguindo o governo estadual. Documento permite ainda abertura de salões de beleza, barbearias, serviço de moto-táxi, clínicas e consultórios odontológicos. Salões de beleza foram autorizados a reabrir em Taubaté Diorgenes Pandini/ NSC TV A Prefeitura de Taubaté publicou um novo decreto que prorroga a quarentena até o dia 22 de abril. No documento, a prefeitura ainda estendeu a lista de serviços considerados essenciais no período para salões de beleza e barbearias, que vão poder funcionar cumprindo regras de impostas pela gestão. MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Saiba tudo sobre o novo Coronavírus Veja as principais notícias sobre o coronavírus na região O documento foi publicado no fim da tarde de terça-feira (7) e levou em conta a determinação de extensão do período de isolamento do governo estadual. Com a medida, a prefeitura ainda flexibilizou a abertura de comércios com a inclusão de novos estabelecimento à lista de serviços essenciais. Estão permitidos de funcionar os salões de beleza, barbearias, clínicas médicas e odontológicas, estacionamentos e serviço de moto-táxi. Para o funcionamento, a prefeitura impôs regras como agendamento sem aglomeração de pacientes e clientes para a espera, higienização e uso de luvas e máscaras. No caso do moto-táxi, ficou proibido o compartilhamento de capacetes. Além da permissão, a prefeitura trouxe novas regras para o atendimento em supermercados, agências bancárias e lotéricas. Para os supermercados foi exigida a limitação no volume de clientes a apenas um para cada 15 m². Nas agências, fila com distância mínima de 1,5 metro. O decreto mantém o fechamento para os comércios que não são considerados serviços essenciais e a restrição para o setor alimentício, mantendo apenas o delivery. Initial plugin text

Ponto turístico vinha recebendo grande quantidade de pessoas e medida foi tomada pela administração municipal para evitar aglomerações Prefeitura fecha acessos à rampa de voo livre em Poços de Caldas (MG) Reprodução A Prefeitura de Poços de Caldas (MG) tomou nova medida para evitar aglomerações de pessoas na cidade. Devido à quantidade de pessoas que frequentaram a rampa de voo livre mesmo com as determinações de isolamento social, a administração municipal decidiu por fechar os acessos ao ponto turístico. Antes desta decisão, o clube de paraglider já havia fechado a área de voos, mas mesmo assim as pessoas continuam a visitar o local, até mesmo pilotos não credenciados. Por conta disso, a segundo a prefeitura, a decisão visa a prevenção contra o novo coronavírus em Poços de Caldas, que já determinava o fechamento de locais públicos, como parques e prédios. Rampa de voo livre atraiu grande quantidade de público em Poços de Caldas (MG) mesmo durante pandemia Reprodução/Redes sociais Cristo Redentor O acesso ao Cristo Redentor, localizado na mesma região, possui apenas um ponto de acesso fechado, que é a trilha que inicia na Fonte dos Amores, sendo que as entradas pela Vila Cruz e pelo asfalto no alto da rua Assis Figueiredo não estão fechados. De acordo com o secretário de turismo, Ildeu Pereira, nestes trechos não é possível impedir o acesso, pois não há uma barreira física, como, por exemplo, uma porteira ou servidores disponíveis para vigiar a entrada. No entanto, ele informou que o local é monitorado constantemente pela Guarda Municipal e Polícia Militar. Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas

De acordo com a polícia, a vítima foi morta com um tiro na cabeça e outro no tórax, em Naviraí. Um homem de 28 anos foi morto a tiros na noite desta terça-feira (7) em Naviraí, a 363 km de Campo Grande. De acordo com a polícia, Maicon Douglas Abrão do Nascimento morreu em frente de casa antes de ser socorrido. Conforme o delegado Thiago Lucena, a vítima estava tomando café, encostado em sua moto, quando dois homens chegaram em uma motocicleta e o garupa efetuou os disparos. Caso foi registrado na Delegacia de Naviraí (MS). Polícia Civil/Divulgação De acordo com Lucena, o jovem foi morto com dois tiros, sendo um no tórax e outro na cabeça. A mãe dele e uma moradora escutaram os tiros e foi até o local. Segundo a polícia, o corpo de Maicon foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). A polícia investiga o caso que foi registrado como homicídio.

Proposta foi aprovada em 1º turno e seria votada novamente nesta quarta-feira (8). No entanto, até o fim da tarde, havia sido retirada de pauta. Sessão plenária na CLDF TV Globo/Reprodução Após causar polêmica, a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) alterou o projeto de lei que previa desconto de 30% nas mensalidades escolares e de faculdades particulares durante a pandemia de coronavírus. Uma nova proposta, apresentada nesta quarta-feira (8), mantém o desconto, mas diminui para 20% o valor da redução. O texto inicial foi aprovado em 1º turno na semana passada. A votação em 2º turno deveria ocorrer nesta quarta. No entanto, até o fim da tarde, os parlamentares haviam decidido analisar o projeto só na semana que vem, para que ele possa ser melhor discutido. Coronavírus: Ibaneis mantém aulas suspensas até 31 de maio Veja o que abre e o que fecha no DF durante a pandemia O Ministério Público do DF (MPDFT) também recomendou à Câmara que suspenda a votação. Segundo o órgão, o texto é inconstitucional e "criará expectativas inconsistentes para os indivíduos e para as instituições de ensino" (veja mais abaixo). Novo projeto A proposta é de autoria dos deputados distritais Rafael Prudente (MDB) e Daniel Donizet (PSDB). O projeto atualizado prevê que instituições de ensino fundamental, médio e superior da rede privada e cursos preparatórios e de idiomas do DF concedam desconto de, pelo menos, 20% no valor da mensalidade durante a pandemia do novo coronavírus. Não podem ser acumulados descontos concedidos antes da situação de emergência, nem bolsas de estudo. Ainda de acordo com o projeto, caso as instituições demitam professores durante a pandemia, o desconto nas mensalidades deve ser aumentado proporcionalmente. O texto afirma também que as escolas não poderão registrar dívidas em aberto nos órgãos de proteção ao crédito enquanto as aulas estiverem suspensas. Para valer, a proposta precisa ser aprovada em segundo turno e sancionada pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). Rafael Prudente preside sessão remota na Câmara Legislativa do Distrito Federal CLDF/Figueiredo As mudanças no texto foram realizadas depois que a medida sofreu críticas após ser aprovada em 1º turno. Um das principais entidades contrárias à medida é o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal (Sinepe-DF). Segundo o presidente da entidade, Álvaro Domingues, a proposta "vai desregulamentar todo o ensino do Distrito Federal, que por normas definidas pelo Conselho de Educação, governo do Distrito Federal, pelo Ministério da Educação, já haviam regulamentado a continuidade das aulas por meio tecnológico”. Houve novas discussões sobre o tema e o outro texto foi apresentado, com apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Defensoria Pública do DF. O que diz o MP Para o Ministério Público do DF, no entanto, o projeto não deve ser analisado. Segundo o órgão, a competência para legislar sobre política de preços e condições contratuais de instituições privadas de ensino não é do Distrito Federal, e sim da União. Por isso, de acordo com o MP, o texto é inconstitucional e, se aprovado, pode causar insegurança jurídica. O Ministério Público também prevê que as escolas entrem com ações judiciais para evitar a aplicação dos descontos. “Trata-se de uma norma que, se aprovada, intensificará o momento instável em que vivemos. Não há qualquer garantia de que os pais conseguirão de fato a redução na mensalidade, uma vez que a temática não é atribuição da CLDF e pode ser questionada a qualquer momento na Justiça. Basta um pedido de declaração de inconstitucionalidade para que ela seja anulada", afirma a procuradora-geral de Justiça, Fabiana Costa. Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Paciente é um menino de 13 anos. Ele está em isolamento social. Com mais um caso confirmado em 24 horas, Araçatuba (SP) chegou aos 13 infectados pelo novo coronavírus. De acordo com a Secretaria de Saúde, que divulgou boletim epidemiológico na tarde desta quarta-feira (8), o paciente trata-se de um menino de 13 anos. Ele permanece em isolamento domiciliar. O município possui 181 notificações. Deste total, 68 já foram descartados e 34 deram negativos. Ao todo, oito moradores estão internados e 66 pessoas ainda aguardam exames para saber se estão com Covid-19. No domingo (5), um homem de 66 anos morreu com suspeita de coronavírus. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com ventilação mecânica. O paciente estava com suspeita de miocardiopatia dilatada e broncopneumonia. Por conta da piora do estado de saúde, um exame de coronavírus foi feito em um laboratório particular. Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba

Roraima registrou 49 casos da doença até a última atualização do boletim epidemiológico da Sesau, divulgado na noite dessa terça-feira (7). Prefeita Teresa Surita Cláudia Ferreira/PMBV A prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (MDB), liberou a atividade de lava a jato e lava rápido em nova flexibilização do decreto de combate ao coronavírus na capital nesta quarta-feira (8). Os donos dos estabelecimentos devem cumprir algumas medidas, como evitar aglomeração e permanência de clientes no local e oferecer e oferecer equipamentos de proteção individual para os funcionários. Roraima registrou 49 casos da doença até a última atualização do boletim epidemiológico da Sesau, divulgado na noite dessa terça-feira (7). Em Boa Vista, capital do estado, há 42 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. As modalidades de dlivery e drive thru já haviam sido liberadas para lojas de materiais de construção, oficinas e auto peças, venda de alimentos, tais como: padarias, assadões, conveniências e oficinas mecânicas. O prazo para pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e da taxa de lixo foram prorrogados pelo município em razão da pandemia de Covid-19.
Vítima tinha 22 anos e foi surpreendida por homens que chegaram em um veículo e atiraram. Polícia Civil investiga o caso. Um homem, ainda não identificado, foi assassinado nesta quarta-feira (8), na rua Duque de Caxias, no residencial Jardim Primavera, no bairro Tapanã, em Belém. De acordo com a Polícia Militar, testemunhas relataram que a vítima, de 22 anos, foi surpreendida por homens que chegaram em um veículo e realizaram vários disparos de arma de fogo. O jovem acabou morrendo no local. O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) foi acionado para realizar perícia e a remoção do corpo. A Polícia Militar informou que realiza rondas ostensivas a fim de localizar e prender os suspeitos. A investigação do caso está com a Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

Liberação ocorreu nesta quarta-feira (8); confira como será o acesso à estrutura. Trecho do BRT em Salvador é liberado para tráfego de veículos Prefeitura de Salvador/Divulgação Um trecho do complexo de viadutos do Bus Rapid Transit (BRT), na região da Avenida ACM, foi liberado pela prefeitura de Salvador, nesta quarta-feira (8). O equipamento é o terceiro viaduto construído e outros dois já foram entregues. De acordo com a prefeitura, através desse trecho, os motoristas poderão trafegar no sentido Parque da Cidade. O viaduto no sentido contrário (Shopping da Bahia) está em construção e deve ser finalizado ainda este ano. O complexo de viadutos ganhou o nome do pai da bossa nova, João Gilberto, que faleceu em julho de 2019. A conclusão dessa estrutura é um passo fundamental para o modal de transporte, pois possibilitará o início da construção de uma das duas estações do Trecho I do BRT. Segundo a prefeitura, as intervenções, que ligam o Loteamento Cidade Jardim (Parque da Cidade) à região do Shopping da Bahia (Estação de Integração BRT/Metrô), têm previsão de conclusão até o final deste ano. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. O equipamento é o terceiro viaduto construído e outros dois já foram entregues. Prefeitura de Salvador/Divulgação

O número de novos casos confirmados de infecção por Covid-19 chegaram a 1.026 pessoas no estado no intervalo de um dia; alta de 18% em relação aos números de terça-feira (7). O Ministério da Saúde informou nesta quarta-feira (8) que o estado de São Paulo chegou a 428 mortes por coronavírus. São 57 mortes a mais que o registrado no boletim divulgado nesta terça (7), o que representa aumento de 15% em 24 horas. Os casos confirmados da doença no estado chegaram a 6708 pessoas, 1.026 a mais que o registrado no dia anterior, quando os infectados chegavam a 5.682 pacientes. Na comparação com os números de terça-feira (7), o aumento do número de pessoas infectadas foi de 18%. Porém, essa é a primeira vez que São Paulo registra mais de mil pessoas confirmadas com a doença no intervalo de apenas 24 horas. Em todo o país, o número de mortes chegou a 800 pessoas nesta quarta-feira(8), segundo o boletim do Ministério da Saúde, que aponta 15.927 pessoas infectadas em todo o país com a Covid-19. Histórico De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, os números desta terça-feira (7) mostram um registro recorde de novos óbitos por coronavírus. Atualmente, 20% das cidades de SP têm pelo menos uma pessoa diagnosticada. Dos 645 municípios do estado, 121 já possuem casos confirmados de Covid-19. Dentre as vítimas, 313 são pessoas com mais de 60 anos. Do total de 371 mortes, 211 são homens e 160 mulheres. Pico da pandemia: entenda os cenários no Brasil e como o isolamento afeta projeções sobre o coronavírus Coronavírus: Doria prorroga quarentena em SP até 22 de abril Ampliação da quarentena O governo de São Paulo ampliou a quarentena no estado a partir desta quarta-feira (8) até o dia 22 de abril. A medida segue sem flexibilizações, e foi tomada para conter o avanço do coronavírus no estado. A determinação será publicada no Diário Oficial desta terça-feira (7). A determinação seguirá como a anterior, com o fechamento do comércio e mantendo apenas os serviços essenciais. Guia de isolamento domiciliar por causa do novo coronavírus Arte/G1 Initial plugin text CORONAVÍRUS×

Hotéis, pousadas, casas de temporada e vários outros segmentos turísticos não funcionam desde o dia 22 de março, quando foi publicado o decreto de restrições. Medidas restritivas impactam economia em Capitólio Reprodução/TV Integração Em Capitólio, as medidas restritivas contra o avanço do novo coronavírus têm impactado diretamente a economia do município. A cidade que tem o turismo como a mais importante atividade comercial, não recebe hóspedes desde que a Prefeitura emitiu um decreto no dia 22 de março que proíbe o funcionamento de hotéis, pousadas, casas de temporada e vários outros seguimentos. Só para o feriado da Semana Santa estava prevista a arrecadação de cerca de R$ 10 milhões com as visitas turísticas na cidade. Segundo o prefeito José Eduardo (PT), o decreto segue ativo até que o governo manifeste evolução no combate à Covid-19. "As atividades seguem suspensas para todos os prestadores de serviços turísticos, bem como, aluguéis por plataformas digitais. A suspensão ocorre por tempo indeterminado e vai depender da orientação que o Estado der sobre a evolução do combate à doença, podendo haver flexibilização no decreto ou prolongamento das medidas. Ainda é muito cedo para definirmos", declarou. Nada funciona na cidade e além das hospedagens, há impacto para quem promove passeios náuticos, terrestres e aéreos. Os restaurantes, supermercados e farmácias também sofrem com a perda de receita. "Em alta temporada como agora, quando o tempo está bom, temos movimentação de domingo a domingo. Só de passeios náuticos são realizados em dias de feriado são cerca de mil, e cada passeio leva em torno de 12 pessoas", disse o chefe do Executivo. Segundo o Executivo, em finais de semana comuns, a taxa de ocupação eleva em 30%. Em relação aos demais dias da semana, quando chega o feriado, esse número alcança a marca dos 90%. A expectativa da Prefeitura e da Secretaria de Saúde, é que as pessoas voltem a buscar o turismo em Capitólio no período pós-pandemia. O Executivo acredita que até outubro a situação já comece a ser normalizada. "Com certeza será necessário as pessoas retomarem as condições financeiras, para que se sintam seguras de viajar. Estimamos que até o meio do ano, essa situação tenha mudado e em setembro ou outubro, o fluxo turístico volte a operar", frisou.

Assista aos vídeos do telejornal. Assista aos vídeos do telejornal.

Celebrações não terão a participação dos fiéis para evitar aglomeração. Dom Leonardo Steiner, arcebispo de Manaus CNBB/Divulgação A Arquidiocese de Manaus divulgou a programação da Semana Santa, de 9 a 12 de abril, que este ano será transmitida online e não terá a presença dos fiéis, como forma de evitar aglomerações e proteger a população do novo coronavírus. As cerimônias de celebração serão realizadas direto da Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Conceição, no Centro de Manaus e transmitidas pelas redes sociais pela página oficial da Arquidiocese. Veja a programação. Programação Semana Santa Quinta-feira (9/4) Missa da Ceia do Senhor – 18h Sexta-feira Santa (10/4) Celebração da Paixão e Via Sacra - 15h Sábado Santo (11/04) Missa da Vigília Pascal - 18h Domingo da Páscoa (12/4) Missa da Páscoa – 7h30

Orodutos foram adquiridos antes do decreto estadual e se não forem comercializados os prejuízos serão incontáveis, conforme destacou o Sindloja. Ovos de Páscoa Procon/Divulgação O Sindicato dos Lojistas do Comércio de Caruaru (Sindloja), no Agreste, solicitou na terça-feira (7) ao Governo de Pernambuco a permissão para o funcionamento das empresas que comercializam produtos comestíveis para a Páscoa, como lojas especializadas em vendas de chocolate, ovos de Páscoa e seus derivados. Como justificativa, o Sindiloja argumentou que o Decreto n° 48.809, de 14 de março de 2020, considera o setor de supermercados como atividade essencial e que as empresas de produtos comestíveis para a Páscoa seriam análogas aos supermercados. Por se tratarem de produtos perecíveis, com estoque adquirido antes do estado de calamidade pública, caso os itens não sejam vendidos nesta última semana que antecede a Páscoa, serão incontáveis os prejuízos financeiros. O Sindloja acredita que o olhar sensível do poder público sobre as lojas que comercializam produtos comestíveis para a Páscoa possa trazer menos danos para esse setor.

Estágio é para estudantes de nível superior e médio. Lei ainda reserva 10% das vagas para estudantes com deficiência. Lei que cria programa de estágio para administração pública de Assis Brasil é sancionada Reprodução/Google Street View Foi sancionada a lei que cria o programa de incentivo ao estágio para a administração pública do município de Assis Brasil, no interior do Acre. Ao todo, são previstas 12 vagas de estágios. A nova lei foi publicada na edição desta terça-feira (7) do Diário Oficial do Estado (DOE). São reservados ainda 10% das vagas de estágio para estudantes com deficiência. O documento permite que a prefeitura contrate seis alunos de nível médio e seis de nível superior na condição de estagiário. O estágio deve ocorrer em duas modalidades, a remunerada, que vai ser pago de acordo com a carga horária de serviço, e a não remunerada, que é solicitada pelas instituições de ensino e firmado através de Termo de Convênio com a prefeitura. Tem direito a participar do programa estudantes regularmente matriculados e que tenham concluído, pelo menos, 30% do currículo escolar. A admissão no programa prevê ainda a comprovação de frequência escolar de, no mínimo, 75%, que deve ser feita através de declaração da instituição de ensino. Caso o estagiário deixe de estudar, ele perde o estágio. O estágio tem duração máxima de 12 meses. Os estudantes que forem contratados por esse período têm direito a 30 dias de férias, que devem ser tiradas junto com as férias escolares. Conforme a prefeitura, o valor da bolsa-auxílio para estagiários que cumprirem 20 horas semanais é de R$ 522,40. Já os contratados por 30 horas semanais vão receber R$ 783,60. Os valores são proporcionais ao salário mínimo vigente.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Amapá. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Amapá.

Ação também contou com marcações onde passageiros fazem filas nos terminais de ônibus. Equipes da Prefeitura percorreram agências bancárias nesta quarta-feira (8). Na terça, sete foram multadas Prefeitura de Petrópolis/Divulgação Agentes da Prefeitura de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, percorreram áreas com risco de aglomeração no Centro da cidade nesta quarta-feira (8) para continuar orientando a população sobre os riscos de infecção pelo o novo coronavírus. A ação ocorreu na Rua do Imperador, principalmente nas agências bancárias. Nesta terça (7), a operação “Fila em Banco” autuou sete agências bancárias após flagrante de aglomeração ou por estarem fechadas. A Prefeitura explica que quem regulamenta a atividade dos bancos, os serviços que devem ou não ser prestados, é o Banco Central, e que a circular 3.991/20, que autorizou a redução do número de funcionários e do horário de atendimento, não permite o fechamento das agências e interrupção de serviços à população. "A 'Operação Fila em Banco' que é da Defesa Civil, do Procon, Secretaria de Segurança, Serviços e Ordem Pública (SSOP), Vigilância Sanitária e Guarda Civil será permanente e seguirá monitorando e organizando o atendimento na rede bancária", disse a Prefeitura. A área para filas nos terminais rodoviários de ônibus agora também conta com marcações para que as pessoas fiquem afastadas umas das outras, pelo menos 1,5m, conforme consta no decreto municipal. Prefeitura fez marcações nas locais de filas nos terminais rodoviários da cidade. Prefeitura de Petrópolis/Divulgação

Imagem de microscopia mostra o Sars-Cov-2, o novo coronavírus, infectando uma célula: à esquerda, imagem circular mais clara mostra uma célula repleta de vírus, que se multiplica no seu interior IOC/Fiocruz A Prefeitura confirmou oficialmente na tarde desta quarta-feira (8) as duas primeiras mortes causadas pela Covid-19 em Presidente Prudente. As vítimas foram duas mulheres. Initial plugin text Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

A Prefeitura da Cidade de Goiás reuniu cenas antigas das encenações de 2013 e 2019 em um único vídeo para ser exibido na internet. Pela 1ª vez em 275 anos, Procissão do Fogaréu será virtual Pela primeira vez em 275 anos, a tradicional Procissão do Fogaréu não acontecerá nas ruas da cidade de Goiás nesta quarta-feira (8). A prefeitura municipal vai publicar um vídeo na página oficial em uma rede social com cenas editadas de 2013 e 2019, por volta das 19h, como parte do calendário da Semana Santa Virtual. A encenação da crucificação de Cristo nas ruas da cidade foi cancelada em razão da pandemia de coronavírus. Acesse aqui o link para assistir a Procissão do Fogaréu "Este ano, estamos vivendo totalmente o avesso do que vivemos nos últimos 275 anos. Em virtude da Covid-19, tivemos que nos adaptar com as celebrações da quaresma e da Semana Santa. Vamos realizar nossas celebrações de forma virtual para que as pessoas possam reviver nossas tradições. Temos um acervo rico das nossas celebrações. As pessoas vão ver de forma virtual o ícone da Semana Santa que é a Procissão do Fogaréu", explica a prefeita Selma Bastos. Procissão do Fogaréu reúne milhares de fiéis em Goiás Reprodução TV Globo Calendário da Semana Santa Virtual 08/04: Encenação Via Sacra e Procissão do Fogaréu 09/04: Missa do Lava-pés e Santa Ceia 10/04: Via Sacra ao Morro do Cruzeiro, Canto do Perdão Masculino e Feminino, Descendimento da Cruz e Procissão do Senhor Morto 11/04: Jornada para a Serra Dourada 12/04: Missa na Catedral-Saída da Folia do Divino Cidade fechada para turistas A prefeitura montou uma barreira sanitária para controlar a circulação de carros na cidade. Apenas moradores podem entrar. Os turistas estão proibidos de visitar o município até o próximo domingo (12). Os serviços de entrega de medicamentos e alimentos, áreas de atendimento médico e funerário, porém, vão continuar aos 23 mil habitantes. Não há nenhum caso confirmado de coronavírus em Cidade de Goiás, mas a medida visa evitar a entrada do novo vírus no município. O Departamento de Fiscalização e a Vigilância sanitária vão fazer o controle na divisa com outros municípios. Barreira sanitária na entrada da Cidade de Goiás Reprodução/TV Anhanguera Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença Foto: Infografia/G1 Initial plugin text

De acordo com prefeitura, medida é necessária para evitar atraso de salários e desabastecimento em áreas prioritárias nos próximos meses Pandemia: prefeitura de Santa Cruz Cabrália rescinde contrato de 400 funcionários O prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Junior, publicou no Diário Oficial do Município (DOM) a rescisão de contrato de quase 400 trabalhadores temporários nesta quarta-feira (8). Coronavírus: o que se sabe sobre o novo vírus Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus Veja perguntas e respostas sobre a doença De acordo com o comunicado, o Tribunal de Contas dos Município do Estado da Bahia recomendou a rescisão de contratos temporários vinculados a serviços que não estão sendo prestados no momento nas escolas municipais e nas repartições públicas, por causa da pandemia do novo coronavírus. A medida, segundo a prefeitura, é para preparar a administração municipal para evitar atraso de salários nos próximos meses, além de evitar o desabastecimento de áreas prioritárias, como a saúde. As pessoas podem ser reconvocadas para nova contratação quando as atividades forem normalizadas. Santa Cruz Cabrália tem quatro casos confirmados de coronavírus. Cuidados Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1 Veja mais notícias no G1 Bahia.

Ministério da Saúde antecipou campanha por causa da pandemia da Covid-19. Ação começou no dia 23 de março. Vacina contra Influenza. saASAS Mais de 3 mil idosos foram vacinados durante a primeira etapa da campanha de vacinação contra a Influenza em Guajará-Mirim (RO). Com a pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Saúde antecipou a campanha para proteger o público prioritário contra os vírus mais comuns da gripe. A ação teve início em 23 de março. Segundo o Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (Nuvepa), a campanha superou a meta no município, que era de 3.122 pessoas com mais de 60 anos, atingindo 102,50%. Dos 1.235 profissionais da saúde, Guajará vacinou 706 pessoas até o momento, o que corresponde a apenas 57,17% do público. A responsável pela Rede de Frios do Nuvepa, Keila Sicsú, destacou que ainda tem disponíveis 451 doses da vacina nos postos de saúde. "A vacina contra a Influenza continua disponível para esses grupos até o dia 15, nos quatro postos: Carlos Chagas, Sandoval Meira, Irmã Maria Agostinho e Delta Oliveira Martins", frisou. Em Nova Mamoré, 1.448 idosos receberam a vacina. No caso dos profissionais da saúde, o município precisa vacinar 349 pessoas. Até o momento, 177 foram vacinados, atingindo apenas 50,72% do público. Nova Mamoré ainda tem disponível 163 doses da vacina. A vacina contra a Influenza é composta por vírus inativado e protege contra três vírus: H1N1, H3N2 e Influenza B.

Trabalho de reformulação e envase do álcool tem sido realizado por servidores do IFPA Santarém. Devem ser produzidas 400 garrafas de 500ml de álcool 70%. IFPA em Santarém Ascom IFPA/Divulgação Desde que surgiu a pandemia do novo coronavírus, aumentou a busca pelo álcool 70%, recomendado para higienizar as mãos, com isso, está cada vez mais difícil encontrar o produto em supermercados e demais estabelecimentos comerciais. Em Santarém, no oeste do Pará, não é diferente. Para minimizar esse impasse, o Instituto Federal do Pará (IFPA), em parceira com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), está produzindo o álcool na concentração adequada. O produto deve ser distribuído em unidades de saúde. O trabalho de reformulação e envase do álcool tem sido realizado pelos servidores do campus Santarém. Devem ser produzidas 400 garrafas de 500ml de álcool 70%. Segundo a Semsa, foi disponibilizado o álcool na concentração 96%, que depois de manipulada passará a ter concentração de 70%, percentual recomendado pelo Ministério da Saúde para uso na prevenção do Covid-19.

Os municípios em situação de calamidade terão flexibilização em prazos e limites de gastos. Votação foi feita em sessão remota da ALCE. Reprodução A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou, nesta quarta-feira (8), o estado de calamidade pública em 103 municípios cearenses. A votação aconteceu em regime de urgência, durante sessão virtual, com a presença de 35 parlamentares. Os decretos têm validade até 31 de dezembro deste ano. Votaram contra os deputados estaduais do PSL Delegado Cavalcante e André Fernandes. Com a aprovação da medida, os municípios ficarão dispensados de cumprir prazos e limites de gastos, previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e poderão aumentar os gastos públicos durante o período de calamidade. O Ceará registra 1.291 casos confirmados do novo coronavírus e 43 mortes pela Covid-19, de acordo com dados da Secretaria de Saúde do Estado repassados até as 14h desta quarta. Fortaleza concentra o maior número de casos, com 1.130. Ao todo 44 municípios cearenses registram casos de Covid-19. Os parlamentares estaduais também aprovaram projeto de lei que autoriza o Governo do Estado a adquirir e distribuir botijões de gás às famílias em situação de maior vulnerabilidade social, em razão da pandemia. De acordo com o Governo do Estado, 200 mil botijões de gás serão distribuídos. O governador Camilo Santana (PT) disse, em live nas redes sociais, na última terça (7), que os detalhes da distribuição serão anunciados nesta semana. Veja a lista dos municípios do Ceará em estado de calamidade pública: Abaiara Acaraú Acopiara Aiuaba Acarape Altaneira Alto Santo Amontada Apuiarés Assaré Aurora Barro Barreira Barroquinha Boa viagem Brejo Santo Campos Sales Camocim Canindé Cariré Cariús Cascavel Catarina Catunda Cedro Choró Chorozinho Coreaú Crato Crateús Croatá Dep. Irapuan Pinheiro Farias Brito Forquilha Frecheirinha Graça Granja Guaraciaba do Norte Ibaretama Ibicuitinga Icapuí Iguatu Ipueiras Iracema Irauçuba Itaitinga Itapajé Jaguaretama Jati Jijoca de Jericoacoara Juazeiro do Norte Jucás Madalena Milhã Missão Velha Mombaça Monsenhor Tabosa Nova Olinda Novo Oriente Ocara Paramoti Pedra Branca Penaforte Pereiro Piquet Carneiro Potengi Quiterianópolis Quixadá Quixeramobim Quixeré Russas Salitre Santana do Cariri São Benedito Solonópole Tauá Tabuleiro do Norte Tarrafas Tejuçuoca Tianguá Umari Várzea Alegre Jaguaribara Jaguaruana Itapipoca Eusébio Parambu Morrinhos Caririaçu Milagres Trairi Paraipaba Ipu Aracoiaba Nova Russas Tamboril Santa Quitéria Senador Pompeu Barbalha Fortim Beberibe Guaramiranga Ararendá Boa parte dos decretos foi reunida pela Associação dos Municípios do Estado (Aprece) e encaminhada à Assembleia Legislativa. Esse trâmite ocorre porque a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) determina que os decretos de calamidade em estados e municípios sejam reconhecidos pelas Assembleias Legislativas para entrarem em vigor.

Coleta seletiva está suspensa. Sudes orienta que moradores descartem somente o necessário. Coleta de lixo doméstico aumentou durante isolamento social em Maceió, AL Pexels A Prefeitura de Maceió, por meio da Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), informou nesta quarta-feira (8) que houve um aumento de 20% na coleta de resíduos domiciliares em Maceió na segunda quinzena de março, período de isolamento social para tentar conter o coronavírus. De acordo com a Sudes, o aumento era esperado porque grande parte da população se concentra em suas residências durante o período de quarentena, o que resulta em um consumo maior de produtos. Além disso, o fechamento de estabelecimentos comerciais, como bares, restaurantes ou shoppings, fizeram com que a população optasse por fazer a própria alimentação, ou seja, possibilitando uma maior produção de resíduos. “Como a coleta seletiva está suspensa temporariamente, para proteção da saúde dos catadores, a população deve ser consciente e tentar descartar somente o necessário neste período. Em casa, o maceioense também pode colaborar com a realização da compostagem, pois cerca de 50% da composição dos resíduos domiciliares são orgânicos”, afirmou o secretário Gustavo Acioli. A Sudes orienta que o cidadão adote ações para ajudar a redução desse impacto, como por exemplo o consumo consciente, o reaproveitamento de alimentos e a reutilização embalagens. O órgão orienta ainda que, ao realizar pedido de refeições em aplicativos, a população evite talheres, e que realize o descarte adequado. Initial plugin text
Convocados devem iniciar a apresentação na próxima semana. Mais de 400 profissionais de saúde, entre enfermeiros e técnicos de enfermagem, foram convocados pela para assinar contrato temporário de seis meses e atuar na linha de frente do combate à pandemia de Covid-19. A medida foi anunciada pela Prefeitura de Manaus nesta quarta-feira (8). Os convocados devem iniciar a apresentação na próxima semana. A maioria dos profissionais serão direcionados ao hospital Nilton Lins, que está sendo estruturado pelo governo estadual para ampliar a quantidade de leitos no atendimento das pessoas infectadas pelo vírus. Dos 402 convocados, 111 são enfermeiros e o restante (291) são técnicos de enfermagem, que devem se apresentar de 13 a 27 de abril. Desses, 100 enfermeiros e 263 técnicos de enfermagem irão atuar no hospital que está sendo montado na Universidade Nilton Lins, na zona Centro-Sul, local que foi alugado e está sendo estruturado pelo Governo do Amazonas. Os demais atuarão na Estratégia Saúde da Família (ESF) e irão reforçar o combate ao novo coronavírus nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). O novo hospital contará com 400 leitos e a previsão é que esteja pronto para receber pacientes nos próximos dias. A Prefeitura de Manaus mantém uma UBS na mesma área da Nilton Lins, que poderá funcionar em apoio às atividades do hospital. “A prefeitura vem auxiliando, no que é possível, o governo estadual para aproximar a entrega dessa estrutura que vai contribuir de forma significativa no acolhimento de pessoas com casos confirmados”, ressaltou o secretário da Semsa, Marcelo Magaldi. Novo coronavírus no Amazonas O número de casos confirmados do novo coronavírus no Amazonas subiu para 800. Os números foram anunciados pela Fundação de Vigilância em Saúde na tarde desta quarta-feira (8). O estado já tem 30 óbitos por Covid-19. Dos casos confirmados, 122 pacientes estão internados. Até a último levantamento divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), nesta terça-feira (7), o número de casos confirmados do novo coronavírus no Amazonas era de 636. O aumento foi de 168 em menos de 24 horas. O interior tem 92 casos, com destaque para Manacapuru, com 44.

Exames consistem em testar pacientes dentro de veículos e com segurança. Ainda não há data para implementar este sistema de testes no estado. Teste rápido coronavírus Governo de MS/Reprodução A Secretaria Estadual de Saúde (SES) de Mato Grosso do Sul anunciou, nesta quarta-feira (8), a compra de mais cinco mil exames de biologia molecular (conhecido como RT PCR) para diagnosticar o novo coronavírus no estado. De acordo com o secretário Geraldo Resende, esses novos testes servirão para implementar o sistema de "drive-thru", quando é possível coletar a amostra do paciente sem ele precisar sair do carro. De acordo com a SES, esses cinco mil testes RT PCR se juntam a outros 3 mil recebidos pelo Ministério da Saúde, mas que não serão utilizados no "drive-thru". Esses exames são realizados pela SES e passam pela análise no Laboratório Central (Lacen) do estado. Outros seis mil testes rápidos (conhecidos como IGG) já foram encaminhados pelo Ministério da Saúde para Mato Grosso do Sul e serão utilizados em profissionais da área de saúde que atuam nos postos e hospitais, além de agentes de segurança. Segundo o secretário de saúde do estado, apenas pacientes com indicação médica fariam os exames no novo sistema. Ainda não há uma definição de data para o "drive-thru" ser implementado em Mato Grosso do Sul. O local em que os testes rápidos devem ser feitos não foi anunciado. Conforme a SES, a coleta do exame sem sair do veículo é feita com um cotonete, colocado no nariz e na boca. Até a tarde desta quarta-feira, Mato Grosso do Sul havia confirmado 85 casos do novo coronavírus. Duas pessoas morreram no estado devido ao covid-19.

De acordo com a PRF, motorista confessou que receberia R$ 16 mil pelo transporte da droga, em Caarapó. Uma carga de 1,4 kg de maconha foi aprendida nessa terça-feira (7), escondida em uma carreta carregada de açúcar, em Caarapó, a 272 km de Campo Grande. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a apreensão foi na BR-163 durante um trabalho de fiscalização. Conforme a PRF, o motorista, de 29 anos, demonstrou nervosismo aos policiais durante a abordagem. Durante uma vistoria minuciosa, os policiais rodoviários federais encontraram um fundo falso no reboque. Carga de maconha é apreendida em Caarapó (MS). PRF/Divulgação De acordo com a ocorrência, com o flagrante, o motorista confessou ter sido contratado para transportar a droga de Ponta Porã (MS) ate Maravilha (SC) e disse que receberia R$ 16 mil pelo serviço. O suspeito, a carreta e o entorpecente foram encaminhados para a Polícia Civil em Caarapó (MS).

Elias Fernandes Jales Neto tinha 58 anos e sofria de diabetes, hipertensão e problemas renais. Elias Fernandes Jales Neto, o Neto da Panelada, morreu em Mossoró vítima de Covid-19 Iara Nóbrega/Inter TV Costa Branca O comerciante e advogado Elias Fernandes Jales Neto foi uma das pessoas que tiveram morte por Covid-19 confirmada nesta quarta-feira (8) pela Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte. Ele trabalhava no mercado de Mossoró, no Oeste potiguar, onde era conhecido por Neto da Panelada. “Homem honesto e correto no que fazia”, resume o filho, Jerônimo Jales. Neto tinha 58 anos de idade e sofria de hipertensão, diabetes e problemas renais. Jerônimo, o mais velho dos quatro filhos, conta que o pai trabalhava de manhã no mercado e à tarde em seu escritório de advocacia. MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Acompanhe as notícias sobre coronavírus no RN em tempo real Veja mudanças no funcionamento de órgãos públicos e outros serviços no RN “Ele mesmo preparava as paneladas, quando chegava em casa do mercado, ao meio-dia. Ia para o escritório e deixava a comida sendo feita até voltar. De madrugada, ia para o mercado vender e voltava de novo ao meio-dia. Era a rotina dele”, relata. A panelada é uma comida típica nordestina, uma espécie de cozinho com peças de boi. Neto começou vender a comida junto com o pai, e construiu a família comercializando a iguaria, que também o ajudou a se formar em Direito. Advogava, mas mantinha a paixão pelo comércio e pela panelada. O contador Rannieri Oliveira era cliente há 16 anos. Depois de tanto tempo de convivência, virou amigo. "Era uma pessoa excepcional. Mossoró está de luto", diz. Rannieri lembra que frequentava quase que diariamente o mercado, para comer as paneladas de Neto. "Comecei em 2004, levado por um tio. No começo, eu ia todo dia, mesmo", relembra. O contador recebeu a notícia da morte por telefone e lamentou pelo comerciante não poder ter o enterro "que merecia". "Se fosse em dias normais, ia ter muita gente lá para se despedir dele. Neto era muito querido aqui (Mossoró) e também em cidades vizinhas. Foi um dia triste, pois ele teve um enterro solitário". Por ter morrido do novo coronavírus, Elias Neto não pôde ter um sepultamento aberto. Jerônimo Jales afirma que o pai começou a sentir os sintomas do novo coronavírus no dia 20 de março. No dia 22, procurou o hospital, onde foi medicado e liberado para ir pra casa. No dia seguinte, voltou à unidade de saúde, pois os sintomas não haviam passado. “A partir do dia 23 ele ficou internado. No dia 29 de março foi levado à UTI e lá ficou até ontem”. Elias Jales Neto teve a morte confirmada nesta terça-feira (7). Além dele, também morreram mais uma pessoa em Mossoró e uma criança recém-nascida em Natal. Esta última foi a vítima fatal do vírus mais jovem do país. No total, são 11 mortos no estado potiguar. Os dados são do último boletim da Secretaria Estadual de Saúde. De acordo com o documento, o RN tem 261 casos confirmados da Covid-19 e 2.619 casos suspeitos. Initial plugin text

Circo Spanic foi proibido de montar a lona e artistas estão no local há quase 20 dias. Em agradecimento por ajuda, eles farão espetáculo ao vivo no domingo pelo Facebook. O Circo Spanic está em Rio Claro mas não pode fazer apresentações Arquivo Pessoal Mal chegaram a Rio Claro (SP), em março, os integrantes do Circo Spanic foram surpreendidos com a quarentena contra a disseminação do coronavírus. Estacionados em um terreno ao lado do estádio Schmidtão, ele não puderam nem erguer a lona, não realizaram nenhum espetáculo e também não podem seguir viagem. O município, que decretou calamidade pública, tem 3 casos confirmados de Covid-19 e apura 50 casos suspeitos. Duas mortes suspeitas também são investigadas. Sem shows O circo é gratuito, as entradas são donativos que são usados pelos cerca de 20 integrantes e divididas com entidades da cidade onde estão. Sem possibilidade de realizar os shows, proibidos pela quarentena para evitar aglomerações, vários integrantes viajaram para ficar com suas famílias em suas cidades de origem. Quinze pessoas permaneceram e estão contando com a ajuda dos moradores e da prefeitura, há quase 20 dias. “Sempre nós estamos ajudando, só que agora a gente precisa de ajuda porque não sabemos fazer mais nada, só o circo”, diz o palhaço Cone. Palhaço Cone (à dir) deixou o circo que trabalha para ficar com a sogra no circo Spanic em Rio Claro durante a quarentena Arquivo pessoal Cone é genro da dona do circo. Chileno que há 25 anos mora no Brasil, seu nome de batismo é Fernando Martín Pontiguo Beltran. Ele, a mulher e os filhos trabalham em outro circo, que também está parado em Santa Rosa do Viterbo (SP), mas decidiu ficar com a sogra, que pertence ao grupo de risco do coronavírus por ter diabetes e ser hipertensa, durante a quarentena. “O dono de lá me liberou para vir para cá, já que está parado mesmo”, contou. O palhaço se surpreendeu com a generosidade e solidariedade do povo de Rio Claro. Foto do circo Spanic montado. Integrantes estão 'presos' em Rio Claro por causa da quarentena Reprodução Facebook “Demorou para conseguir ajuda porque acharam que era um parque, mas aí colocaram uma plaquinha de ‘aceita doações’ e começaram a receber doações, café da manhã, cestas básicas. A prefeitura cedeu água, luz e o terreno, estão sendo muito bons com a gente”, disse. Ele conseguiu até o diesel para levar a sua casa (trailer) de Santa Rosa do Viterbo para Rio Claro. As doações ainda foram divididas com outras 27 famílias circenses de São Paulo que estão passando dificuldade. Em agradecimento, o circo Spanic irá realizar um espetáculo no domingo (12) que será transmitido pelo Facebook. “Vamos fazer uma live para agradecer Rio Claro. Um show de circo para alegrar Rio Claro. Como toda a criança está presa, fazer alguma coisa para elas assistirem”. Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

Maré subiu na tarde desta quarta-feira (8) nas cidades litorâneas da Baixada Santista. Ressaca atinge o litoral de SP e mar invade avenidas Como previsto pelos meteorologistas e Defesa Civil, a maré subiu e uma forte ressaca atingiu as praias da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (8). Em Santos, alguns trechos da avenida da praia precisaram ser bloqueados. Segundo os meteorologistas, a previsão é que ondas ultrapassem 3,5 metros na Baía de Santos. Defesa Civil de Santos emite alerta de ressaca para praias da cidade A ressaca atingiu várias cidades da região, como Santos, São Vicente, Guarujá e Mongaguá. Imagens gravadas por um morador do bairro Gonzaguinha (veja acima), em São Vicente, mostram o mar invadindo a avenida da praia enquanto motoristas passam pelo trecho. A prefeitura informou ao G1 que, apesar de a maré estar alta, nenhuma via da cidade foi interditada devido à ressaca. Em Santos, a avenida da praia foi fechada entre a Rua Oswaldo Cruz e a Avenida Siqueira Campos, e também, na Ponta da Praia, para limpeza. De acordo com a Defesa Civil da cidade, o avanço de nova frente fria, associada a um ciclone extratropical, é responsável pela ressaca. Santos tem maré alta e ressaca na tarde desta quarta-feira (8) Fábio Pires Avenida da praia em Santos (SP) tem lixo e areia após ressaca Fábio Pires Mar invade avenida da praia durante maré alta e ressaca em Santos (SP) Fábio Pires Previsão Em nota divulgada pela prefeitura, a previsão do Núcleo de Pesquisas Hidrodinâmicas (NPH) da Universidade Santa Cecília é de que na região da baía de Santos a maré pode ultrapassar 2,15 m na quinta-feira (9), um aumento de 65 cm em relação à tábua das marés. Ainda de acordo com os dados da NPH, no estuário, o nível do mar deve ultrapassar 2,30 m na quinta. De acordo com o Plano Municipal de Contingência para Ressacas e Inundações, o estado é de alerta devido a previsão de maré acima de 2 metros e ondas acima de 3 metros. A previsão da Defesa Civil ainda aponta possibilidade de chuva moderada em alguns períodos, com volume esperado entre 10 e 25 mm. Há risco de pancadas de chuva forte nesta quarta-feira e nebulosidade e chuva fraca na quinta-feira.

Declaração foi dada por Zaqueu Rodrigues durante sessão da câmara de vereadores de Guanambi. Ao G1, ele negou a declaração. Vereador do município de Guanambi fala que Covid-19 é um inseto que veio de outro planeta A última sessão da Câmara de Vereadores de Guanambi, na região sudoeste da Bahia, chamou a atenção por causa da declaração do presidente da Casa, Zaqueu Rodrigues (PDT). Na parte final da reunião realizada na última segunda-feira (6), ao lamentar a pandemia do coronavírus, Rodrigues afirmou que o novo coronavírus é um “inseto que veio de outro planeta”. Procurado pelo G1, o vereador negou ter dado essa declaração. [No vídeo acima, veja o momento da declaração durante a sessão] Coronavírus: o que se sabe sobre o novo vírus Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus Veja perguntas e respostas sobre a doença "Dizer que a gente fica triste por esse inseto que veio de outro planeta, que a gente não sabe de onde veio. Mas nós vereadores estamos à disposição do prefeito municipal quantas vezes ele precisar para fazer melhoria para o povo de Guanambi. Estamos à disposição. Sei que a preocupação aqui é de todos. Semana passada marcamos duas reuniões, vimos o que a Câmara pôde fazer. Estamos aqui à disposição do prefeito municipal”, disse o vereador durante a sessão. O presidente da Câmara de Guanambi ainda seguiu o discurso se colocando à disposição da prefeitura no combate ao coronavírus. “Sei que o momento é de preocupar e também prevenir. Ninguém quer que essa doença venha para Guanambi. Tem que pensar. Se vier, tem que ter um lugar certo para cuidar dessas pessoas. Quero dizer ao prefeito que os 15 vereadores estão à disposição para fazer melhorias para essas pessoas", garantiu Zaqueu. O G1 entrou em contato com Zaqueu Rodrigues na tarde desta quarta-feira (8), e ele negou ter dito que o coronavírus era um inseto. O vereador não entrou em detalhes sobre a declaração e, em seguida, o contato por telefone foi perdido. "Não. Isso foi politicagem. Estão fazendo politicagem. Eu falei que era perigoso demais. Já entrei em ação com o site [portal de notícias do interior], não é verdade", disse Zaqueu. O coronavírus integra uma família de vírus que causam infecções respiratórias. No último balanço divulgado pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o estado registrou 497 casos confirmados e 16 mortes pelo Covid-19. Ao todo, 128 pessoas estão recuperadas e 50 estão internadas, sendo 28 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em Guanambi, até esta quarta-feira, nenhum caso havia sido registrado até a última atualização desta reportagem. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Vereador na Bahia diz que coronavírus é um inseto Reprodução/G1

Assista aos vídeos do telejornal com notícias de Santarém e Região. Assista aos vídeos do telejornal com notícias de Santarém e Região.

Iapen diz que já faz ações de prevenção. MP pede o fim de racionamento e acesso ininterrupto a produtos de higienes dentro das unidades. MP recomenda que Iapen faça plano de contingência para evitar casos de Covid-19 em presídios no AC Reprodução Para tentar evitar que o novo coronavírus chegue até os presídios do Acre, tornando o local o epicentro da doença, o Ministério Público do estado (MP-AC) recomendou algumas ações que devem ser tomadas pelo Instituto de Administração Penitenciária (Iapen). Entre as medidas, estão: Ações de educação sobre prevenção e contágio tanto para os presos como servidores; A suspensão de práticas de racionamento, garantindo acesso ininterrupto à água e itens de higiene pessoal Separação dos públicos de risco para a doença dentro de cada unidade. O promotor da 4ª Promotoria de Justiça Criminal, Tales Tranin pede também que a direção do Iapen dê toda a segurança para quem trabalha nessas unidades. E sugere que seja elaborado “um plano de contingência pelo Iapen com protocolos e diretrizes de prevenção, identificação, tratamento, isolamento, higiene e cuidado que abarque os diferentes espaços e condições das pessoas privadas de liberdade e que contemple, inclusive, situações em que haja uma contaminação maciça dos estabelecimentos de privação de liberdade”. Sobre os pontos abordados pelo promotor, o Iapen, por meio de nota assinada pelo presidente, Arlenilson Cunha, diz que muitas ações já foram tomadas, inclusive, a do isolamento de presos suspeitos com à doença. Além disso, as visitas seguem suspensas nas unidades do estado e as famílias foram liberadas para levarem kits de higienização e limpeza para os presos. Um novo cronograma foi divulgado para recebimento desses materiais. Até esta quarta-feira (8), três casos de Covid-19 em presos de Rio Branco foram investigados, mas foram descartados. Cunha chegou a falar ao G1 que o Complexo Penitenciário Francisco de Oliveira Conde tinha 250 vagas para atender apenas casos suspeitos da doença. “As visitas foram suspensas desde o último dia 17 de março, seguindo até o próximo dia 25 de abril. A medida visa evitar a grande circulação de pessoas e a propagação do coronavírus nas unidades prisionais”, destaca a nota. Na nota, o presidente do Iapen defende ainda que a orientações sobre os cuidados contra a Covid-19 são dadas aos presos pelas equipes de saúde. Sobre a segurança dos servidores, também pontuada na recomendação, o Iapen garante que está oferecendo os equipamentos de segurança necessários. “Por meio de convênio com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), são disponibilizadas máscaras aos colaboradores do sistema penitenciário, bem como álcool líquido. Além disso, uma parceria firmada com a Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (Funtac) também possibilita a disponibilidade de álcool gel aos profissionais”, finaliza Arlenilson Cunha. Vale destacar também que presas da unidade feminina de Rio Branco estão confeccionando máscaras para o uso dentro das unidades do estado. No último boletim, eram 50 casos confirmados da doença. Nesta terça, os dados de confirmações não mudaram. Saúde diz que dos 50 pacientes, 36 já podem ser considerados recuperados, ou seja, não apresentam mais o vírus no organismo.

Grupos compram kits de higiene e cestas básicas que serão distribuídos para famílias carentes do estado. Integrantes da Central Única das Favelas (Cufa) organizam doações para moradores durante pandemia do novo coronavirus Reprodução/Instagram Diante da pandemia de novo coronavírus (Covid-19), projetos sociais do Espírito Santo estão oferecendo suporte aos moradores das periferias. As iniciativas possibilitam que doações sejam feitas sem que as pessoas desrespeitem o isolamento social recomendado para conter o avanço da doença. Muitas organizações arrecadam valores - e ressaltam: não importa quanto! Qualquer doação vale muito - por depósito bancário, vaquinhas virtuais ou aplicativos de repasse de dinheiro. Abaixo, confira alguns projetos e coletivos que recolhem doações na Grande Vitória: Coletivo Amara O coletivo está distribuindo cestas básicas e produtos de higiene pessoal para famílias que não têm renda fixa e estão inscritas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) de suas regiões. O lema da campanha é "Fique em casa e ajude famílias necessitadas". As entregas já foram feitas a famílias da Grande Santo Antônio e dos bairros Santa Marta, Forte São João e Bonfim. O coletivo tem duas contas no Picpay: @drica.monteiro e @luuh.pereira1. Os telefones para contato são (27) 99739-3658 e (27) 99845-2540. Mulheres Unidas do Caratoíra O coletivo de mulheres do bairro Caratoíra, em Vitória, também está distribuindo kits de higiene e cestas básicas aos moradores da região do Alto Caratoíra. No Instagram, o projeto publica a agenda de doações, que são feitas em média uma vez por semana. Além disso, o coletivo avalia caso a caso a necessidade das famílias, convertendo as doações em dinheiro em itens como fraldas descartáveis, ovos e gás de cozinha. As doações podem ser feitas pelos perfis no Picpay @mulheresunidasdocaratoira ou @alinepassos20. Coletivo Beco O coletivo do Bairro da Penha, em Vitória, já distribuiu cestas básicas e materiais de limpeza a 350 famílias da região. Mas há uma lista de espera com os nomes de outros moradores que ainda precisam de ajuda. Os valores estão sendo arrecadados por duas contas no Picpay: @fejunes e @coletivo.beco. Os telefones para contato são (27) 99967-9539, (27) 99653-6975 e (27) 99821-5613. Membros do Coletivo Beco higienizam as cestas básicas com álcool antes de entregar aos moradores Reprodução/Instagram Cufa-ES A Central Única das Favelas (Cufa) do Espírito Santo criou a campanha #cufacontraocoronavirus, em que arrecada itens de higiene pessoal, e converte a doação em dinheiro nesses itens, para distribuir a famílias dos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica. A Cufa está recebendo as doações em dinheiro pelo Pipay, @favelaeperiferia.es, pela vaquinha online do projeto (http://vaka.me/959512) e pela conta bancária da instituição (CNPJ:30.582.726/0001-40, Nubank - 260, Ag: 0001, C/C: 73814148-8). Os telefones para contato são: (27) 99805-1193, (27) 99688-7421 e (27) 99711-6745. Associação Gold A Associação Gold também está arrecadando produtos de higiene e limpeza, além de cestas básicas, com foco na população LGBTT+. Além de arrecadar os produtos, a associação também aceita doações em dinheiro para a campanha "LGBTI+ unidos contra a Covid-19". As doações podem ser feitas por transferência bancária (Banestes, Agência 104, Conta Poupança: 2.635.038-9) ou pelo Picpay @associaçãogold. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo
Balanço da pasta foi divulgado nesta quarta (8). Houve 133 novas mortes em relação aos dados divulgados na terça (7). Taxa de letalidade está em 5%. Coronavírus: Governo paulista usa sinal de celular para monitorar quarentena O balanço dos casos de Covid-19 divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (8) aponta: 800 mortes 15.927 casos confirmados 5% é a taxa de letalidade Na terça (7), havia 667 mortes e 13.717 casos confirmados. Em relação ao balanço anterior, foram acrescentadas 133 mortes e 2.210 infecções causadas pelo vírus no país. Situação no mundo Show de luzes marca o fim dos dias de isolamento em Wuhan, na China Após 76 dias, a cidade chinesa de Wuhan, onde surgiu a pandemia do novo coronavírus, teve as últimas severas medidas de confinamento suspensas. Porém, as autoridades permanecem em alerta para evitar uma nova onda de contaminação. O aeroporto local, as estações de trem e rodovias foram reabertas na cidade, que é capital da província de Hubei, na região central da China. Em Londres, o prefeito Sadiq Khan, afirmou que o Reino Unido está longe de reduzir as restrições impostas para conter a propagação da pandemia. "Não estamos nem perto de suspender o confinamento. Falo com especialistas regularmente. Achamos que o pico da contaminação ainda está provavelmente a uma semana e meia de distância", disse Khan à BBC. Mumbai, na Índia, permanecerá em "lockdown" até o dia 30 de abril. A cidade, cuja população é de mais de 20 milhões de habitantes, se transformou no epicentro do coronavírus no país. As outras partes da Índia podem começar a relaxar as medidas restritivas a partir da próxima terça-feira. Initial plugin text
Começo do ano registrou maior saída de dólares do país desde 1999. Swaps cambiais geraram perda de outros R$ 50 bilhões; venda pode ser ampliada, diz presidente do banco. O Banco Central vendeu US$ 25,399 bilhões em recursos das reservas internacionais brasileiras neste ano, aponta balanço divulgado nesta quarta-feira (8). O mecanismo é uma forma de tentar conter a disparada do dólar, que tem sido maior do que em outros países emergentes. O valor inclui operações liquidadas até a última sexta-feira (3) e já se aproxima dos US$ 36,88 bilhões vendidos em todo o ano de 2019, quando o BC voltou a operar com venda direta das reservas. Além disso, a instituição também efetuou os chamados "leilões de linha", nos quais o BC vende recursos das reservas internacionais com compromisso de recompra. O acumulado até 3 de abril chegou a US$ 15,7 bilhões. Nos leilões de linha não há impacto de redução das reservas internacionais, pois os recursos retornam posteriormente para as mãos do Banco Central. Mesmo que temporariamente, entretanto, há um efeito de aumento de dólares no mercado, contribuindo para diminuir as pressões de alta da moeda. Maior saída de dólares Também nesta quarta, o Banco Central divulgou que a saída de dólares da economia brasileira superou a entrada da moeda em US$ 11,35 bilhões de janeiro a março. A saída de recursos do país também gera pressão de alta sobre a taxa de câmbio. O acumulado parece pequeno frente aos US$ 44,76 bilhões que deixaram o Brasil em 2019 mas, segundo o BC, é a maior cifra para o período desde 1999 – ano em que o governo abandonou o teto fixo para o dólar. O presidente do BC, Roberto Campos Neto, observou nesta quarta-feira que os investidores estão retirando recursos de países emergentes por conta das incertezas causadas pela pandemia do novo coronavírus. Neste ano, disse ele, a saída de dólares dos países emergentes beira a marca dos US$ 100 bilhões. "No bloco da América Latina, caso típico, a gente uma saída dez vezes maior do que tivemos em 2008. É rápido, um 'flight to quality' [fuga para países com economias mais sólidas, como os Estados Unidos], de ativos de maior risco para menor risco", afirmou ele. Pela primeira vez, presidente do Banco Central admitiu que o PIB de 2020 pode ser negativo Mais venda, se necessário Em videoconferência nesta quarta-feira, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, explicou que o câmbio no Brasil é flutuante, de modo que a instituição não tem uma meta para o dólar. Ao mesmo tempo, Campos Neto acrescentou que presta atenção à variação do real frente a outras moedas e se mostrou aberto a intensificar o ritmo de vendas da moeda norte-americana – se julgar necessário. "Há uma parte do mercado que advogava programas mais agressivos, com vendas [de dólares], no câmbio. Sempre entendemos que era importante dar liquidez, não influenciar na trajetória de preço, mas sempre olhando o real em relação o outras moedas", disse. "Temos um arsenal grande. Entendemos que o real se desvalorizou muito, e pouco mais em relação a outras moedas, e estamos preparados, a qualquer momento, para fazer uma coisa maior, se for necessário, no câmbio." Campos Neto disse que todos os mercados emergentes registraram saída de recursos e subsequente desvalorização de suas moedas (com alta do dólar). A avaliação é de que, no caso do Brasil, houve uma "depreciação um pouco maior". "Estamos preparados, as reservas são grandes, temos um 'swap' que foi feito [de US$ 60 bilhões com o Federal Reserve BC dos EUA]. Entendemos que as intervenções tem sido feitas de forma apropriada. Podemos, a qualquer momento, atuar de forma mais forte do que temos atuado até então", concliui o presidente do Banco Central. Intervenções no mercado futuro Além das vendas de dólares no mercado a vista, o BC também intensificou a emissão de contratos de swaps cambiais – instrumentos que equivalem a venda de moeda estrangeira no mercado futuro –, o que gerou uma perda de R$ 50,932 bilhões até 3 de abril. Se não houver reversão desse resultado, será a maior perda de recursos desde 2015 (prejuízo de R$ 89,657 bilhões). A venda de contratos de swaps cambiais, no mercado futuro, serve para atenuar as pressões sobre o dólar no mercado à vista. Em janeiro deste ano, o BC tinha R$ 140,75 bilhões em contratos de swaps cambiais no mercado. Na última sexta (3), por conta da emissão de novos contratos nos últimos meses, esse montante já tinha subido para R$ 244,597 bilhões. De forma geral, o BC registra lucro com esses contratos quando o dólar cai e perde quando a cotação da moeda norte-americana sobe. De janeiro até o fim de março, a alta do dólar foi de quase 30%. Os prejuízos do Banco Central com os contratos de swaps cambiais são incorporados às despesas com juros da dívida pública e ajudam a impulsionar o déficit nominal – que somou R$ 440,419 bilhões em doze meses até fevereiro, o equivalente a 6% do PIB. Esse conceito é acompanhado pelas agências de classificação de risco. Embora a alta do dólar resulte em perdas com os contratos de "swaps cambiais", o BC argumenta que esse fatore também gera líquido o ganho líquido com a valorização das reservas internacionais brasileiras, que é calculado pela sua rentabilidade (com a alta do dólar, as reservas em reais também ficam maiores) menos o custo de captação. De janeiro a 3 de abril, esse ganho foi de R$ 465,773 bilhões. Ainda de acordo com o BC, a valorização das reservas, entretanto, não tem impacto nas contas públicas, mas incorporam o balanço do Banco Central. Os valores são exclusivamente utilizados, posteriormente, para abater a dívida pública.

Jairo Campos e Íris Lima de Oliveira não quiseram deixar que a Covid-19 adiasse a data especial. Família assistiu de longe. JA1 mostra casamento só com noivos no cartório de Palmas; convidados acompanharam de longe A pandemia do novo coronavírus obrigou bilhões de pessoas ao redor do mundo a cancelar compromissos e mudar a rotina, mas mesmo com tantas preocupações e incertezas, há quem não desista de realizar sonhos. É o caso do casal Jairo Campos e Íris Lima de Oliveira. Quando eles começaram a planejar a união nunca poderiam imaginar que na data escolhida a situação exigiria tantos cuidados. Diante da possibilidade de ter que adiar a festa, os dois não hesitaram. O casamento iriam acontecer sim, mas com algumas alterações para permitir que a cerimônia fosse segura para todos. Eles disseram o sim do lado de fora do cartório, no centro de Palmas, e receberam os documentos das mães da juíza de paz, usando máscara no rosto, na calçada mesmo. Emocionados, os familiares acompanharam tudo de longe, do outro lado do estacionamento. Celebração foi realizada na frente do cartório Reprodução/TV Anhanguera "Eu fiquei nervosa e preocupada [quando soube das restrições], porque eu já estava esperando esse momento tem algum tempo. Então, assim. Diante da possibilidade de mudar a gente preferiu que fosse dessa maneira mesmo", explica a noiva. O casal está junto há praticamente quatro anos e não queria esperar mais. "Eu costumo dizer que esta vai ser uma data ímpar, preparada por Deus. E costumo dizer que há esperança em meio ao caos, a gente tem acreditar nos nossos sonhos e não deixar que as circunstâncias desanimem a gente daquilo que a gente já projetou", completa Jairo. Para que todos estivessem em segurança, foi determinada a distância mínima de uma metro entre as pessoas. Também foi disponibilizado álcool em gel para que todos higienizassem as mãos. A Íris estava morando sozinha na casa nova do casal e com a cerimônia o Jairo vai finalmente poder se mudar para junto dela. Após o sim, o beijo apaixonado selou a união. Noivos resolveram manter a data mesmo em meio à pandemia Reprodução/TV Anhanguera Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Ações como demarcação de filas, higienização de carrinhos e abertura mais cedo vêm sendo praticadas por mercados, que também estipulam limite para a compra de alguns produtos. Supermercados adotam medidas de prevenção para clientes e funcionários A pandemia do novo coronavírus mudou o dia a dia de comércios acostumados a receber grandes quantidades de pessoas e que continuam funcionando na quarentena, como os supermercados. Além de adaptações feitas pelos próprios estabelecimentos como medidas de segurança, muitos clientes também mudaram seus hábitos de consumo. Ao início de cada mês, muitas pessoas vão ao supermercado para fazer compras e abastecer a casa. A funcionária pública Valéria Cristina Franco Carneiro não foge à regra, mas tem comprado somente o necessário e não pensa em estocar alimentos neste período de quarentena: “A gente tem que aprender a dividir com o restante. Tem muita gente que não tem o que comprar”. Uma pesquisa feita pela Neogrid, empresa de tecnologia que monitora pedidos do varejo para a indústria, mostra que no dia 19 de março, apenas oito dias depois de a Organização Mundial da Saúde (OMS) ter declarado a pandemia, o índice de desabastecimento de itens nas prateleiras dos supermercados brasileiros chegou a 11,3%. Antes, esse índice variava entre 7% e 8%. Um supermercado de Mogi das Cruzes, por exemplo, passou a limitar o número de produtos por cliente. É o caso do álcool, tanto o líquido quanto o em gel. O arroz, o feijão, o óleo de soja e o leite também estão nessa lista. Em relação ao leite, foi ele o produto que teve o aumento de preço mais expressivo: em apenas um mês, o valor passou de R$ 2,50 para R$ 3,30, o que corresponde a um aumento médio de 32%. No que diz respeito à presença dos clientes, nesse supermercado, nem mesmo a quarentena foi capaz de afastar alguns, inclusive aquelas que fazem parte do grupo de risco da doença: “Dei uma fugidinha. Meus filhos se dispõem a fazer a compra, mas eu gosto do meu jeito. É melhor estar em casa, mas eu vim rapidinho. Vim em um pé e volto no outro”, disse a aposentada Gonçala Pereira, de 80 anos. Supermercado de Mogi faz higienização dos carrinhos Reprodução/TV Diário Para diminuir o risco de contaminação dos clientes, o supermercado adotou uma série de medidas. O gerente explica que, para pessoas idosas, o estabelecimento está abrindo uma hora mais cedo. Outras formas de minimizar os riscos de contágio também vêm sendo praticadas. “Uma das medidas adotadas foi a abertura do mercado uma hora antes, das 7h às 8h, que deixamos para idosos e pessoas com problemas crônicos de saúde. Colocamos um acrílico nos caixas, onde limitamos o contato do cliente com nosso funcionário. Nas filas, colocamos um marcador no chão, para que os clientes fiquem a uma distância de 1,50 metro do outro”, explicou o gerente Clayton Chacon. Outros supermercados de Mogi adotaram medidas especiais neste momento de pandemia, como a higienização dos carrinhos e também a demarcação nas filas dos caixas para que os clientes mantenham distância uns para os outros, de modo a evitar ao máximo uma possível transmissão do vírus. “Na nossa rádio interna da loja, orientamos os clientes a respeitarem a demarcação nas filas, que é de 1 metro”, comentou o gerente Jonathan Santana dos Reis. Initial plugin text

Empresa afirma que 3% do volume das vendas serão doados em forma de álcool gel para instituições sociais e comunidades Empresa de brindes lança linha de álcool em gel em Lauro de Freitas Divulgação Uma empresa de brindes de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, lançou uma linha de álcool gel nesta quarta-feira (8), em meio à pandemia do novo coronavírus. Coronavírus: o que se sabe sobre o novo vírus Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus Veja perguntas e respostas sobre a doença Responsável pela ideia, a BB brindes é uma empresa do Grupo BB, que produz brindes sustentáveis. A linha de álcool gel, além de ajudar a suprir a demanda da população por um item fundamental na higienização das mãos, evitará a demissão de 80 funcionários. A empresa vai produzir frascos com 30ml, 80ml, 300ml e 500ml do produto. Segundo os responsáveis, 3% do volume das vendas serão doados em forma de álcool gel para instituições sociais e comunidades. Cuidados Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1 Veja mais notícias no G1 Bahia.

Governador recomendou que as pessoas não se desloquem para o litoral paulista e fiquem em casa durante o feriado prolongado. Cidades da Baixada Santista divulgaram que irão continuar com bloqueio de acesso aos municípios. Restrição de entrada de veículos foi implantada em Santos (SP) no dia 22 de março Matheus Tagé/A Tribuna Jornal O governador João Doria (PSDB) fez um apelo, nessa quarta-feira (8), para que as pessoas não viagem às praias do litoral de São Paulo durante o feriado prolongado da Páscoa. A orientação é que todos permaneçam em casa, mantenham o isolamento social em atendimento ao decreto da quarentena, e não façam viagens desnecessárias, especialmente para municípios do litoral. Durante entrevista coletiva, Doria ressaltou a importância de todos permanecerem em casa durante o feriado prolongado, que acontece entre sexta-feira (10) e domingo (12). O Governo de São Paulo afirma que não instalou bloqueios ou impôs restrições de utilização das rodovias paulistas durante o período de quarentena. A orientação do governador é que a população não se desloque. As praias estão fechadas, no Litoral Norte, no Litoral Sul e, também, na Baixada Santista, devido a uma determinação do Estado e uma orientação de prefeitos e prefeitas das cidades. Além disso, municípos da Baixada Santista têm bloqueios nas entradas das cidades desde o dia 22 de março para evitar a entrada de turistas durante esse período de quarentena. A medida busca evitar a propagação da doença e será intensificada durante o feriado de Páscoa. Doria ainda ressaltou que São Paulo tem 56% dos óbitos e 41% dos casos confirmados de Covid-19 no Brasil. Apenas na terça-feira (7), foram registradas 67 mortes por coronavírus, o maior índice desde o início da pandemia. Conforme explica o governador, e sem as medidas de quarentena, os números poderiam ser maiores. Por isso a importância do isolamento e que a população evite fazer viagens. A orientação está alinhada com os pedidos apresentados ao Governo de São Paulo pelos prefeitos das cidades litorâneas. As cidades da Baixada Santista, divulgaram nesta segunda-feira (6), que vão reforçar a fiscalização na chegada aos municípios e havia sido encaminhado pedido de auxílio ao Governo do Estado de São Paulo para ter mais rigor no controle de acesso à Baixada, com uma operação especial na Páscoa. “Os prefeitos estão sintonizados, preocupados com o atendimento à população residente nestas cidades. Portanto, mais uma vez, a recomendação é: por favor, faça a sua Páscoa em casa”, disse Doria. Initial plugin text