Simule e contrate

G1


Caso ocorreu dentro de uma área militar. O Comando Militar do Norte informou que abriu procedimento administrativo para esclarecimento dos fatos. Cachorro foi ferido a facadas em Belém Reprodução/TV Liberal Um cachorro foi agredido a facadas nesta sexta-feira (16), em Belém. Segundo a Polícia Civil, o suspeito do delito é sub-tenente do Exército. O caso ocorreu dentro de uma área militar. O Comando Militar do Norte informou que abriu procedimento administrativo para esclarecimento dos fatos. O cachorro seria de rua e teria atacado o militar, que reagiu esfaqueando o animal. A Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal investiga o caso. De acordo com a PC, o militar será acionado para esclarecimentos. Um boletim de ocorrência foi registrado e um inquérito policial será instaurado na Divisão para investigação do caso. Por meio de nota, o Comando Militar do Norte informou que o animal recebeu os primeiros socorros e foi adotado por uma família de militares, e que foi instaurada procedimento administrativo para esclarecimento dos fatos. O CMN informou, ainda, que "repudia qualquer tipo de violência contra animais e que possui histórico de tratamentos e cuidados desses seres, inclusive com acompanhamento de profissionais qualificados para essa nobre missão".

Animal foi resgatado pela Semma e levado para o ZooUnama, em Santarém. Filhote de peixe-boi foi resgatado e levado de Prainha para Santarém Reprodução Um filhote de peixe-boi foi encontrado preso em uma malhadeira nas proximidades da área urbana do município de Prainha, no oeste do Pará. O animal foi resgatado pelas equipes das Secretarias Municipais de Meio Ambiente (Semma) de Prainha e Santarém nesta sexta-feira (16). O animal foi encaminhado para os cuidados no ZooUnama, onde deve ser verificado seu estado de saúde. “Recebemos as informações sobre o animal ontem (15), pela manhã. Fizemos toda uma logística possível para trazer aqui para o centro de reabilitação com o apoio da Semma de Santarém”, explicou o secretário de Meio Ambiente de Prainha, Ebson Mendes. Conforme a Lei Federal de Crimes Ambientais nº 9.605/1998, matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, é crime ambiental. O infrator está sujeito a pena de detenção de seis meses a um ano e multa de R$ 5 mil por unidade de animal flagrado com o criminoso. Como denunciar um crime ambiental? De acordo com a Lei Federal de Crimes Ambientais nº 9.605/98, quem causar poluição de qualquer natureza está sujeito e pena de prisão e multa. Crimes ambientais como a poluição sonora, queimadas, desmatamento, pesca predatória, caça de animais silvestres e entre outros, devem ser denunciados. Se possível, ao flagrar qualquer ato contra a fauna e a flora, o cidadão pode produzir vídeos ou fotos. Além disso, é importante a identificação do denunciado com informações como nomes, número de placa de veículo e endereço. Para quem denunciar Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) – Presencialmente, das 8h às 14h, no endereço: Av. Silva Jardim, nº 370, bairro Aldeia. Ou ligar para (93) 3522 5452. Ou via WhatsApp: (93) 99209.4670; Polícia Militar (PM)/1ª Companhia Independente de Policiamento Ambiental (1ª Cipamb) – Via 190 (Niop). Horário de atendimento ao público: 24h/dia; Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas)/Unidade Regional Santarém – No site: https://www.semas.pa.gov.br/, opção “Atendimento (Offline)”, ou presencialmente no endereço: Av. Rosa Passos, nº 525 - Bairro: Prainha. E-mail: [email protected] Telefone: (93) 3524-7450/7452/7453. Horário de atendimento ao público: 08h às 14h; Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)/Gerência Executiva Regional de Santarém – Pode ser feito no site: http://www.ibama.gov.br/, opção “Denúncias”. Ou pela “Linha Verde”: 0800 618080. Ou presencialmente no endereço: Av. Tapajós, nº 2.267 - Laguinho. Horário de atendimento ao público: 8h às 12h e 14h às 18h; Polícia Federal (PF)/Delegacia de Polícia Federal em Santarém-PA – Somente presencialmente no endereço: Av. Pres. Vargas, 11 - Liberdade. Horário de atendimento ao público: 8h às 12h e 14h às 17h; Polícia Rodoviária Federal (PRF)/Unidade Operacional Santarém e 5ª Delegacia da PRF – Somente presencialmente no endereço: Rodovia Santarém – Cuiabá (BR-163), KM 995 - Cambuquira. Na Unidade Operacional o horário de atendimento ao público é de 8h às 12h; enquanto que na 5ª Delegacia da PRF é de 14h às 18h; Polícia Civil (PC)/16ª Seccional de Polícia Civil do Baixo Amazonas/ Superintendência Regional de Polícia Civil do Médio e Baixo Amazonas/Delegacia de Meio Ambiente e Proteção de Animais e Delegacia de Conflitos Agrários (Demapa/Deca) – Pelo disque denúncia 181, ou presencialmente nos endereços: 16º Seccional - Av. Borges Leal - Aparecida, . Horário de atendimento: 24h/dia. Superintendência Regional - Av. Sérgio Hein, s/n – Interventoria. Horário de atendimento: 08h às 18h; Ministério Público do Estado do Pará (MPPA)/13ª Promotoria de Justiça de Meio Ambiente e Urbanismo – Somente presencialmente no endereço: Av. Mendonça Furtado, 3991 –Liberdade. Horário de atendimento ao público: 8h às 14h. Ministério Público Federal (MPF) – Pode ser presencialmente no endereço: Av. Marechal Castelo Branco, 915 – Interventoria. A Sala de Atendimento ao Cidadão funciona das 08h às 14h. Ou pelo site: www.mpf.mp.br/mpfservicos, na opção "Fazer uma representação inicial (denúncia)". O sistema “MPF Serviços” também está disponível appp em aparelhos celulares.

Número de vítimas desde início da pandemia na capital chega a 7.125. Registros de infectados em 24 horas subiram 14,8% em relação a quinta (15). Teste rápido de Covid-19 no DF TV Globo / Reprodução O Distrito Federal confirmou mais 76 mortes e 1.108 novos casos de Covid-19 nesta sexta-feira (16). O total de óbitos chega a 7.125, e os infectados somam 364.452, segundo dados da Secretaria de Saúde (SES-DF). Nesta sexta, houve uma morte a menos que na quinta (15), quando foram 77 vítimas. Já o número de novos casos subiu 14,8% na mesma comparação. O boletim do dia anterior trouxe 965 contaminados. Veja os números da pandemia em todas as regiões do Brasil Até as 18h25, a ocupação de leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) na rede pública, por pacientes com Covid-19, era de 95,38%. Já na rede particular, 99,51% das vagas para adultos estavam em uso, conforme atualização, às 11h55 (veja mais abaixo). A Secretaria de Saúde considera que 346.020 pessoas estão recuperadas, o que representa 94,9% dos diagnosticados. Perfil das vítimas Entre as vítimas da pandemia confirmadas até esta sexta-feira, 6.544 eram moradoras do Distrito Federal. As 581 restantes vieram de outras unidades da federação para buscar atendimento, principalmente do Entorno do DF. Das mortes confirmadas no boletim mais recente, 53 ocorreram nos últimos dois dias. Veja abaixo: 17 de março: 1 24 de março: 1 25 de março: 3 27 de março: 3 28 de março: 2 1º de abril: 2 7 de abril: 1 8 de abril: 1 9 de abril: 1 10 de abril: 1 13 de abril: 2 14 de abril: 5 15 de abril: 35 16 de abril: 18 Residência* Águas Claras: 1 Brazlândia: 2 Candangolândia: 1 Ceilândia: 13 Cruzeiro: 1 Gama: 5 Guará: 7 Jardim Botânico: 1 Núcleo Bandeirante: 2 Paranoá: 3 Park Way: 2 Planaltina: 7 Plano Piloto: 2 Recanto das Emas: 2 Riacho Fundo II: 2 Samambaia: 8 Santa Maria: 5 Sobradinho: 3 Sobradinho II: 1 Sol Nascente: 1 Sudoeste/Octogonal: 1 Taguatinga: 2 Vicente Pires: 1 *Três vítimas eram moradoras de Goiás. Faixa etária 20 a 29 anos: 1 30 a 39 anos: 1 40 a 49 anos: 7 50 a 59 anos: 15 60 a 69 anos: 31 70 a 79 anos: 12 80 anos ou mais: 9 Leitos de UTI Leito reservado para casos de Covid-19 no Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib). Breno Esaki/Agência Saúde DF Até às 18h25 desta quarta-feira, a ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) reservados para casos da Covid-19 na rede pública estava em 95,38%. Do total de 471 vagas, 434 estavam ocupadas, 21 disponíveis, e 15 aguardavam liberação e 1 bloqueado. Os números incluem leitos neonatais, pediátricos e adultos. Na rede privada, às 11h55, 99,51% dos leitos reservados para infectados estavam ocupados. Do total de 447 leitos, 407 estavam em uso, 2 vagos e 38 bloqueados. Números por região Ceilândia é a região com maior número de casos e mortes pela Covid-19 no DF. No boletim desta sexta, a Secretaria de Saúde afirma que há 39.896 infectados pela doença e 1.154 óbitos. Em seguida, está o Plano Piloto, com 34.801 infectados, e Taguatinga, que soma 29.179 notificações da Covid-19. Números da Covid-19 no Distrito Federal, em 16 de abril de 2021 SES-DF/Reprodução Leia outras notícias da região no G1 DF.

Tribunal de Falências americano determinou que cada um dos 277 participantes do processo contra o evento desastroso de 2017 deve receber cerca de R$ 40,3 mil. Colchões e barracas montadas para o Fyre Festival nas Bahamas, em 2017 Jake Strang via AP Um Tribunal de Falência dos Estados Unidos determinou nesta quinta-feira que os organizadores do desastroso Fyre Festival, de 2017, devem pagar cerca de US$ 2 milhões (mais de R$ 11,2 milhões) para o público do evento. Com isso, cada um dos 277 participantes do ação coletiva deve receber cerca de US$ 7.220 (por volta de R$ 40,3 mil), de acordo com o jornal "New York Times". Os valores ainda podem ser reduzidos, e dependem do resultado do caso de falência da Fyre com outros credores. Com ingressos de até R$ 38 mil, o Fyre Festival prometia ser a "experiência cultural da década". O festival de música aconteceria em dois finais de semana em Exuma, nas Bahamas, e teria acomodações luxuosas e comida gourmet. Artistas como Blink-182, Major Lazer e Migos fariam shows. No entanto, os organizadores cancelaram o evento no último minuto por causa da desorganização e a falta de instalações para os participantes. A maioria das principais atrações, inclusive, desistiu do festival dias antes, citando falta de pagamento.
Em 2010, famílias foram desapropriadas de imóveis devido ao risco de desabamento das casas, constatado pela Defesa Civil. Eles receberam novas residências em outros bairros e agora precisam de assistência social. A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) divulgou, nesta quinta-feira (15), que retomou os trabalhos sociais de apoio às famílias que integram o Programa Piloto de Intervenção em Favelas (PPI Favelas) e que aguardaram mais de 10 anos pela construção da casa própria. Essa famílias foram desapropriadas dos imóveis que viviam em 2010, por estarem em área de risco. Realocadas em imóveis construídos pela Prefeitura com recursos federais, essas famílias precisam agora de acompanhamento social. Entre as famílias assistidas estão moradores do Bairro Nova Suíça. O G1 solicitou mais esclarecimentos à Prefeitura sobre o PPI Favelas, mas a assessoria informou que só poderá responder na segunda-feira (19). Retomada do PPI Favelas A Semas disse que iniciou os procedimentos na Caixa Econômica Federal (CEF) na tarde de terça-feira (13) para retornar o Programa Piloto de Intervenção em Favelas (PPI Favelas). A Prefeitura pontuou que a gestão do PPI Favelas está sob responsabilidade da Secretaria Municipal de Fiscalização de Obras Públicas e Planejamento (Semfop), enquanto a Secretaria Municipal de Assistência Social se encarrega de acompanhar a situação das famílias retiradas das casas. O Executivo esclareceu que a CEF, na qualidade de agente financeiro, administra os recursos destinados às ações do programa de infraestrutura social e urbana, que inclui projetos prioritários de investimento para urbanização de favelas. Na próxima semana, a Diretoria de Habitação, por intermédio da equipe de Coordenadoria de Análise de Projetos Sociais, iniciará as intervenções dos beneficiários. A secretaria não deu detalhes do planejamento que será executado. Entenda o caso Cerca de 25 famílias que moravam em áreas de risco em Divinópolis, como o Bairro Alto São Vicente, tiveram que sair dos imóveis em 2010 devido ao risco de desabamento das casas que foi constatado pela Defesa Civil. Essas famílias aguardaram por mais de 10 anos pela casa própria. Elas são assistidas pelo PPI Favelas, que hoje atende 55 famílias. A Prefeitura prometeu a reconstrução dos imóveis em outros bairros da cidade, mas isso demorou e agora a intensão é dar assistência social para essas pessoas. "Estamos em fase final com o trabalho social pós-obra. Vamos retomar esses trabalhos trazendo para essas famílias protagonismo e trazendo a possiblidade de regularização fundiária, com os documentos", disse a coordenadora de projetos Renata Luíza. Famílias retiradas de área de risco em Divinópolis esperam por novas moradias há nove anos VÍDEOS: veja tudo sobre o Centro-Oeste de Minas:

Presidente americano se pronunciou após um atirador abrir fogo e matar 8 pessoas em Indianápolis. Em um mês, foram 41 mortes por ações similares no país. Presidente Joe Biden dos EUA e o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga em entrevista coletiva na Casa Branca em 16 de abril de 2021 Tom Brenner/Reuters O presidente americano Joe Biden disse nesta sexta-feira (16) que a violência com armas de fogo nos Estados Unidos é uma "vergonha nacional". "Isso tem que acabar. É uma vergonha nacional", disse Biden. O presidente americano fez o comentário durante uma entrevista coletiva com o primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, um dia depois que um atirador abriu fogo e matou 8 pessoas em Indianápolis. Nos últimos 30 dias, 41 pessoas morreram em sete ataques em sete cidades diferentes. Biden tenta restringir o acesso a armas. 7º ATAQUE A TIROS EM 1 MÊS: onda de violência armada já deixou mais de 40 mortos e dezenas de feridos nos EUA Arte/G1 Reportagem em atualização.

Documento foi publicado pela prefeitura e passa a valer neste sábado (17), quando a migração de fase no Minas Consciente foi autorizada pelo Governo de MG. Prefeito Rafael Simões (DEM) durante apresentação de novo decreto em Pouso Alegre Divulgação/Prefeitura de Pouso Alegre Com a migração do Sul de MG para a onda roxa, a Prefeitura de Pouso Alegre publicou novo decreto para a reabertura do comércio da cidade a partir deste sábado (17). O documento e impõe regras para o funcionamento dos estabelecimentos e também mantém a suspensão das aulas presenciais no município. O decreto libera o funcionamento de restaurantes, lanchonetes e bares com até 50% e limita a abertura até meia-noite. Os salões de beleza só podem atender com hora marcada. Já as academias de esportes e atividades físicas precisam manter distanciamento entre os frequentadores. Já em relação às aulas presenciais, o documento mantém a suspensão que havia sido imposta pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Antes da onda roxa, a prefeitura havia retomado os estudos nas escolas da cidade, no entanto, teve que interromper a medida por conta da decisão do TJMG. Agora, a própria administração municipal resolver manter a proibição. Veja os principais pontos do decreto: Estabelecimentos comerciais do município e serviços públicos ou privados somente poderão funcionar adotando medidas de segurança, como obrigatoriedade do uso de máscaras, disponibilizar álcool 70% e evitar aglomerações, além de cuidar para que eventuais filas tenham o devido distanciamento; Pessoas com sintomas de Covid-19 deverão adotar isolamento domiciliar; Obrigatório o uso de máscaras em repartições públicas, transporte coletivo, estabelecimentos comerciais e industriais e templos religiosos; Pessoas com mais de 60 anos, gestantes, lactantes, portadores de doenças crônicas devem sair de casa apenas para se dirigir ao trabalho ou em situações estritamente necessárias; Estabelecimentos comerciais devem adotar horário especial para atender pessoas de grupos de risco; Atividades como festas, eventos, exposições, congressos e feiras, públicos ou privados, terão público limitado a 20 pessoas e poderão funcionar apenas com protocolo devidamente aprovado Vigilância Sanitária; Conveniências 24h deverão encerrar atividades à meia noite; Restaurantes, bares lanchonetes e congêneres poderão funcionar no máximo até meia noite e limitados a 50% da capacidade de ocupação; Salões de beleza, cabeleireiros, clínicas de estética e congêneres poderão funcionar apenas com hora marcada; Academias de esportes e atividades físicas deverão manter distanciamento mínimo de 2m entre os frequentadores, disponibilizar álcool 70% e não adotarem aulas coletivas de contato ou em espaços fechados; Fica ainda proibida a aglomeração de pessoas em logradouros públicos e espaços públicos. Aulas presenciais ficam suspensas seguindo determinação do Tribunal de Justiça de Minas Gerias, após ação movida pelo SIPROMAG; O decreto completo com todas as restrições está disponível no site oficial da prefeitura. De acordo com a administração municipal, as polícias Civil e Militar poderão atuar para assegurar o cumprimento das determinações. VÍDEOS: Veja tudo sobre o Sul de Minas Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas

Entre as principais mudanças, está o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, que passa a ser das 5h às 22h, de segunda a sábado. Anteriormente, era permitido das 5h às 20h. Governador de MT, Mauro Mendes (DEM) Secom/MT O governo estadual atualizou as medidas restritivas contra o avanço da Covid-19 no estado. As novas regras foram assinadas nesta sexta-feira (16) pelo governador Mauro Mendes e pelo secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho, e passam a valer imediatamente. Entre as principais mudanças, está o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, que passa a ser das 5h às 22h, de segunda a sábado. Anteriormente, era permitido das 5h às 20h. Nos domingos, fica mantido o horário de 5h às 12h, com exceção dos restaurantes, inclusive os de shopping centers, que poderão funcionar até 15h. Outra alteração é em relação ao funcionamento de restaurantes e similares nas modalidades take-away (pegue e leve) e drive-thru, que poderá funcionar até 22h45. A regra anterior permitia até 20h45. Os serviços de delivery continuam autorizados a funcionar até 23h59. Já o toque de recolher passa a valer a partir das 23h, e não mais após as 21h. Também passa a ser permitido o consumo de bebidas alcoólicas nos locais de venda, desde que restrito aos clientes sentados à mesa e respeitados os limites de capacidade e horário. Todas essas medidas terão que ser aplicadas em todo o estado, mesmo se a classificação de risco do município indicar normas mais brandas. As restrições terão validade enquanto a taxa estadual de ocupação de UTIs for superior a 85%. Já as demais restrições serão recomendadas aos municípios com base na tabela de classificação de risco, em sintonia com as normas gerais. As forças de Segurança irão atuar de forma a impedir qualquer tipo de aglomeração em todas as regiões.
Imunização é direcionada aos quilombolas do Prodígio, idosos de 64 anos, nascidos de outubro a dezembro, além de idosos de 78 e 79 anos que ainda não tomaram a vacina. A secretaria de Saúde de Araruama, na Região dos Lagos do Rio, vai realizar a vacinação da primeira dose contra a Covid-19 neste sábado (17). De acordo com o município, a imunização deste sábado é direcionada a três grupos. No Centro Comunitário do Prodígio, a vacinação, que acontece de 9h às 13h, é para os quilombolas que vivem na localidade. Na Praça Menino João Hélio, que fica no Centro, e na subprefeitura de São Vicente, a vacinação estará disponível, das 9h às 16h, para os idosos de 64 anos, nascidos de outubro a dezembro. Também no sábado os idosos de 78 e 79 anos, nascidos de janeiro a dezembro, serão imunizados, mas como repescagem, já que perderam a data da primeira dose da vacina. Os locais de vacinação para este grupo são o Teatro Municipal, que fica na Praça Menino João Hélio, Centro, e a subprefeitura de São Vicente, das 9h às 13h. Vale lembrar que para tomar a vacina em Araruama é preciso apresentar RG, CPF, comprovante de residência nominal e cartão do SUS. Vídeos: RJ1 Inter TV
Iniciativa da TV TEM arrecadou alimentos não perecíveis e cestas básicas que serão doados às famílias carentes da cidade. O primeiro dia da campanha "Drive-thru Bem Legal", promovida pela TV TEM nesta sexta-feira (16), arrecadou sete toneladas de alimentos em Sorocaba (SP). A iniciativa continuará recebendo doações neste sábado (17). O posto de arrecadação funcionará das 7h às 17h, na Avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, no acesso à Biblioteca Municipal. O drive-thru solidário tem o apoio da Prefeitura de Sorocaba, por meio do Fundo Social de Solidariedade (FSS) e da Secretaria da Cidadania (Secid). Quem for ao local poderá fazer a doação sem a necessidade de descer do carro, com toda a segurança neste momento de pandemia. Podem ser doados cestas básicas ou alimentos para montá-las, especialmente arroz, feijão, macarrão, açúcar, leite, farinha de trigo, óleo, molho de tomate, enlatados, biscoitos e achocolatado. Os alimentos arrecadados serão doados para as famílias carentes da cidade cadastradas pela Secid. Mais informações podem ser consultadas no site do projeto. VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

De janeiro de 2021 a 15 de abril, foram 322 mortes à espera de UTI Covid. Março foi o mês com mais óbitos de pessoas nessa situação, com 266 vidas perdidas. Pacientes recebem tratamento no Hospital Florianópolis Eduardo Valente/Ishoot/Estadão Conteúdo Santa Catarina teve uma média de uma morte por dia de paciente à espera de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto Covid nesta primeira quinzena de abril. Foram 17 óbitos registros de pessoas nessa situação, de acordo com documento desta sexta-feira (16) da Secretaria de Estado da Saúde. Desde janeiro deste ano, foram 322 vidas perdidas de pacientes que esperavam por uma vaga em UTI adulto Covid. O documento foi feito em resposta a um pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). O ofício anterior mostrou que houve 11 mortes de 1ª a 7 de abril. Portanto, de 8 a 15 abril, foram mais seis. Em todo o ano, foram feitos 2.036 pedidos de busca para um leito de UTI adulto Covid para pacientes no estado. Veja o número de solicitações e mortes em cada mês: Janeiro/2021 - 70 solicitações - três pacientes morreram Fevereiro/2021 - 478 solicitações - 36 pacientes morreram Março/2021 - 1.276 solicitações - 266 pacientes morreram Abril/2021- até 15 de abril - 212 solicitações - 17 pacientes morreram Com o colapso na saúde, o mês de março registrou maior demanda nas centrais de regulação, hospitais e, consequentemente, o maior no número de vítimas sem atendimento em UTI. O documento não traz informações sobre a identidade dos pacientes e regiões onde moravam as vítimas. O texto é uma resposta do governo do estado à solicitação do MPSC que possuiu um inquérito civil em aberto para monitorar as ações do estado no combate à pandemia. O órgão solicita regularmente informações sobre fila de espera. O ofício de resposta foi assinado pelo Superintendente de Serviços Especializados e Regulação de Santa Catarina, Ramon Tartari, encaminada ao promotor de Justiça Luciano Trierweiller Naschenweng. Situação da Covid-19 em SC Santa Catarina registrou 848.672 pessoas infectadas com o novo coronavírus desde o início da pandemia, sendo que 12.409 morreram, segundo boletim de quinta (15) do governo do estado. O número de pacientes à espera de um leito de UTI Covid tem caído, mas segue acima de 100 pessoas. Nesta sexta, conforme a Secretaria de Estado da Saúde, 129 estavam aguardando por uma vaga. Matriz de Risco em 10 de abril de 2021 SES/Divulgação O estado tem 12 das 16 regiões de saúde estão em situação gravíssima. Quatro regiões passaram de nível gravíssimo para grave, o que não acontecia há quase dois meses: Extremo Sul, Carbonífera, Foz do Itajaí e Grande Florianópolis. Já a região de Xanxerê teve uma piora e voltou para o nível gravíssimo. VÍDEOS: Vacinação contra a Covid-19 em SC Veja mais notícias do estado no G1 SC
Das 171 salas de vacinação, há dez que funcionam nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de horário ampliado, de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e aos sábados, das 8h às 12h. Na primeira semana de campanha, Manaus segue com baixos índices de vacinação contra a gripe. Nessa primeira fase, o público-alvo são crianças de seis meses até menores de dois anos, grávidas e mães com até 45 dias após o parto (puérperas). O público-alvo deve procurar uma das 171 salas de vacina nas Unidades de Saúde e a orientação é que o cartão de vacina seja apresentado no posto, no momento da imunização. Os endereços podem ser consultados no link https://semsa.manaus.am.gov.br/programa-de-imunizacoes/salas-de-vacina/. Entre elas, há dez que funcionam nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de horário ampliado, de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e aos sábados, das 8h às 12h (veja endereços abaixo). Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de horário ampliado UBS Alfredo Campos, bairro Zumbi 2; UBS Dr. José Amazonas Palhano, bairro São José 2; UBS Maria Leonor Brilhante, bairro Tancredo Neves. UBS Áugias Gadelha, bairro Cidade Nova 1; UBS Balbina Mestrinho, bairro Cidade Nova; UBS Major Sálvio Belota, bairro Santa Etelvina. UBS José Rayol Dos Santos, bairro Chapada; UBS Morro da Liberdade, bairro Morro da Liberdade. UBS Deodato de Miranda Leão, bairro Glória; UBS Leonor de Freitas, Compensa 2.

Acompanhe o GR2 desta sexta (16), com apresentação de Clédiston Ancelmo AO VIVO: Assista ao GR2 Acompanhe o GR2 desta sexta (16), com apresentação de Clédiston Ancelmo

Dados da Secretaria de Estado de Saúde são acumulados entre os dias 30 de novembro de 2020, e a última terça-feira (13). Uberaba e Santa Vitória lideram o ranking com maior número de casos prováveis de dengue e, até o momento, foram registrados 64 casos prováveis de chikungunya e 13 de zika nas regiões; veja tabelas com todas as cidades. Mutirão limpeza de entulho para evitar a proliferação do Aedes aegypti em Uberaba André Santos/Prefeitura de Uberaba As cidades do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste registraram 2.947 casos prováveis de dengue entre o dia 30 de novembro de 2020 e última terça-feira (13). A informação foi divulgada no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), que também apontou dados da zika e chikungunya. Desde o ano passado, a pasta passou a divulgar os dados desta forma, não sendo possível fazer o recorte das notificações de 2021 separadamente. De acordo com a SES, até o momento, apenas uma morte por dengue foi confirmada em MG, na cidade de Paracatu. Já foram registrados 64 casos prováveis de chikungunya e 13 de zika nas cidades da região. (Confira abaixo). Veja o boletim anterior, divulgado no dia 6 de abril: Aedes aegypti: Estado divulga casos prováveis entre novembro e abril; veja situação do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de MG Dengue Segundo a SES-MG, entre os 76 municípios das regiões, lideram o ranking com os maiores números de registros Uberaba com 960 casos prováveis e Santa Vitória com 520. Minas Gerais registrou 15.148 casos prováveis (exceto os descartados) de dengue. Deste total, 5.269 casos foram confirmados. Mortes De acordo com o boletim, no período, apenas uma morte por dengue foi confirmada em Paracatu. O registro é o único em todo o estado. Casos prováveis de dengue entre o fim de novembro de 2020 e março de 2021 Incidência do Aedes aegypti As regiões de Uberlândia, Uberaba, Ituiutaba, Patos de Minas e Unaí, que abrange Paracatu, estão com baixo risco de incidência do mosquito. De acordo com a SES-MG, o resultado da avaliação é feito após a junção de nove indicadores, como casos prováveis de dengue, zika e chikungunya, internações pelas doenças e outros. No fim, o valor é somado. Veja abaixo a situação das regiões. Baixo: < 24 Médio: 25 a 49 Alto: 50 a 74 Muito alto: > 74 Índice de incidência do Aedes aegypti nas regiões Chikungunya Em relação à chikungunya, o boletim atual apontou que as regiões registraram 64 casos prováveis. Uberaba também tem o maior número de casos prováveis, 49. Ituiutaba têm cinco casos prováveis da doença. Carneirinho, Iturama e Pirajuba têm dois registros prováveis cada uma. Guarda-Mor, Paracatu e Santa Juliana tem um caso cada. Segundo o informe, em Minas Gerais foram registrados 2.628 casos prováveis da doença. Deste total, 1.793 foram confirmados. Não há óbito confirmado pela doença em nenhuma cidade do Estado, de acordo com o boletim. Zika Conforme a SES-MG, as cidades Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste somam 13 casos prováveis de zika. Ituiutaba e Santa Vitória têm cinco casos cada uma, Uberaba têm dois e Limeira do Oeste tem um. Casos prováveis de zika e chikungunya VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas

Segundo o boletim divulgado pela prefeitura, os bairros Sim, Tomba e Mangabeira são as localidades com mais casos no município. Feira de Santana, na Bahia Divulgação/Secom Desde o início da pandemia, 33.178 mil casos de Covid-19 foram registrados em Feira de Santana, segunda maior cidade da Bahia, de acordo com boletim divulgado pela prefeitura, nesta sexta-feira (16). Segundo o boletim, os bairros Sim, Tomba e Mangabeira são as localidades com mais casos no município. Mortes e casos de Covid-19 em Feira de Santana Segundo a prefeitura, o bairro do Sim tem 1.804 casos positivos. Tomba está em segundo lugar, com 1.622 registros. Já o bairro de Mangabeira, que ocupa o terceiro lugar, tem ao todo 1.563 casos. Em quarto lugar está Campo Limpo, com 1288 diagnósticos positivos para a doença. Ainda segundo a prefeitura, 597 pessoas morreram em decorrência da doença no município. Feira de Santana foi o primeiro município a registrar o primeiro caso positivo da doença no estado, no dia 6 de março do ano passado. Nesta sexta-feira, o estado registrou 3.413 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h, de acordo com boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Além isso, a Bahia tem mais de 17 mil óbitos pela doença, desde o início da pandemia (17.134 mil) mortes. Também nesta sexta, um lote com 396 mil doses de vacinas da AstraZeneca, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, chegaram ao aeroporto de Salvador, e foram enviadas para as cidades da Bahia. Veja abaixo a lista com os dez bairros com mais casos da Covid-19 em Feira de Santana: Sim (1.804) Tomba (1.622) Mangabeira (1.563) Campo Limpo (1.288) Parque Ipê (1.156) Brasília (1.112) Papagaio (1.042) Conjunto Feira X (992) Conceição (965) Santa Mônica (905) Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Assista aos vídeos do G1 Bahia e TV Bahia Ouça o podcast do G1 Bahia
Óbitos foram registrados em Barra Mansa, Três Rios, Volta Redonda, Angra dos Reis, Barra do Piraí, Paraíba do Sul e Itatiaia. Informações são das Secretarias de Saúde. Sete cidades do Sul e Costa Verde do Rio de Janeiro confirmaram mais 14 mortes provocadas pela Covid-19 nesta sexta-feira (16). Os óbitos foram registrados em Barra Mansa, Três Rios, Volta Redonda, Angra dos Reis, Barra do Piraí, Paraíba do Sul e Itatiaia. As informações são das Secretarias de Saúde. Confira os números atualizados: Barra Mansa Mortes nesta sexta: 4 Total de mortes: 359 Casos confirmados: 12.023 Recuperados: 11.597 Três Rios Mortes nesta sexta: 3 Total de mortes: 117 Casos confirmados: 10.218 Recuperados: 8.877 Volta Redonda Mortes nesta sexta: 2 Total de mortes: 667 Casos confirmados: 24.754 Recuperados: 19.652 Angra dos Reis Mortes nesta sexta: 2 Total de mortes: 378 Casos confirmados: 13.001 Recuperados: 12.264 Barra do Piraí Mortes neste sexta: 1 Total de mortes: 216 Casos confirmados: 4.299 Recuperados: 3.190 Paraíba do Sul Mortes nesta sexta: 1 Total de mortes: 117 Casos confirmados: 4.022 Recuperados: 3.635 Itatiaia Mortes nesta sexta: 1 Total de mortes: 42 Casos confirmados: 1.540 Recuperados: 1.455 Região Mortes nesta sexta: 14 Total de mortes: 3.198 Casos confirmados: 112.686 Recuperados: 99.441 Pandemia na região: Confira os números atualizados em todas as cidades Veja quantas pessoas já foram vacinadas em cada município VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul

Polícia Civil disse que o homem defecou no quintal da ex-mulher em um dos episódios que pulou o muro para furtar lingerie, que gerou uma investigação contra ele em fevereiro deste ano. Delegacia de São Miguel do Araguaia, Goiás Divulgação/Polícia Civil Um homem foi preso preventivamente suspeito de descumprir uma medida protetiva ao agredir a ex-mulher na casa dela, em São Miguel do Araguaia, no norte de Goiás. Mesmo proibido pela Justiça de se aproximar da mulher, o suspeito foi flagrado por câmeras de segurança da residência defecando no quintal da ex, dias antes de agredi-la, segundo a Polícia Civil. A prisão ocorreu na quarta-feira (14). Segundo a polícia, o suspeito pulava o muro da casa da ex-mulher, praticamente todos os dias, para furtar as calcinhas dela e danificar a casa quando tentava entrar no interior. Por isso, ele foi investigado por ameaça e invasão de domicílio em fevereiro deste ano. O G1 não conseguiu contato com o delegado para saber como está a investigação e se o homem continua preso. Também não foram divulgadas imagens do caso para preservar a identidade da mulher. Em razão do histórico de ameaças e agressões, a ex-mulher conseguiu uma medida protetiva na Justiça para o homem não se aproximar dela e de seus familiares. Diante da denúncia da mulher, a Polícia Civil disse que representou pela prisão preventiva do suspeito como meio de assegurar a ordem pública. VÍDEOS: notícias de Goiás

Secretaria de Saúde do RN ainda investiga outros 1.015 óbitos em todo o estado. Foram 15 mortes na últimas 24 horas. O Rio Grande do Norte chegou nesta sexta-feira (16) a 211.050 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. A doença vitimou 5.045 pessoas no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). O número de óbitos em investigação segue subindo e agora são 1.015. Em comparação com o boletim do dia anterior, quando o estado ultrapassou a marca de 5 mil mortos, são 26 óbitos a mais, sendo 15 nas últimas 24 horas - em Natal (2), Mossoró (2), São Gonçalo do Amarante (2), Jardim do Seridó (1), Jucurutu (1), São Tomé (1), Caraúbas (1), Canguaretama (1), Maxaranguape (1), Tenente Ananias (1), Assu (1) e São Miguel do Gostoso (1). Outros 592 casos foram registrados. Mortes e casos de Covid nas cidades do Rio Grande do Norte Covid-19: veja a ocupação dos leitos de UTI em Natal Atualmente, 709 pessoas estão internadas na rede pública por causa da Covid-19 no RN. Com 355 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 91% na rede pública. A secretaria retirou do boletim os dados referentes aos hospitais privados. O RN tem ainda 52.774 casos suspeitos e 432.262 descartados de Covid-19. O número de confirmados recuperados se manteve em 150.649, e o de inconclusivos, tratados como "Síndrome Gripal não especificada", está em 131.958. O boletim também destaca que 459.091 testes de Covid-19 foram realizados no estado até o momento, sendo 249.988 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 209.103 sorológicos. Números do coronavírus no RN 211.050 casos confirmados 5.045 mortes 52.774 casos suspeitos 432.262 casos descartados 150.649 confirmados recuperados Teste de Covid-19 Secretaria de Estado da Saúde/Divulgação Veja também: 'Apavorados', 'entrando em colapso', 'semanas muito difíceis'... No vídeo abaixo, veja as falas de autoridades estaduais e municipais sobre o avanço da pandemia no Brasil. VÍDEOS: autoridades relatam apreensão com UTIs lotadas e aumento da Covid nos estados Vídeos mais assistidos do G1 RN n Initial plugin text

O motivo da paralisação é a falta de estoques do imunizante no município. Profissionais da Saúde durante vacinação contra a Covid-19 em Muriaé Prefeitura/Divulgação A vacinação da primeira dose contra a Covid-19 será suspensa a partir da próxima segunda-feira (19) em Muriaé. A informação foi divulgada pela Prefeitura na tarde desta sexta-feira (16). De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o motivo da paralisação é a falta de estoques do imunizante no município. A pasta aguarda a chegada do novo lote de vacinas para a retomada. A previsão é de que o cronograma para aplicação da primeira dose seja retomado na próxima quinta-feira (22). Até esta sexta, foram aplicadas 17.806 doses na cidade. VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campo das Vertentes

Participe com Cleide Freires usando #JAP2 ou pelo número (96) 99112-6310. Assista ao JAP2 desta sexta-feira Participe com Cleide Freires usando #JAP2 ou pelo número (96) 99112-6310. O G1 transmite ao vivo, diariamente, os telejornais Jornal do Amapá - 1ª edição, às 12h, e o Jornal do Amapá - 2ª edição a partir de 19h10.. De terça à sexta-feira, o portal também transmite o quadro de entrevistas G1 na Rede, a partir de 13h30.

Assista diariamente ao telejornal da EPTV pela internet. EPTV 2 Campinas ao vivo Assista diariamente ao telejornal da EPTV pela internet.

Dá para fazer de cada refeição um momento especial. Veja como! Você costuma se arriscar na cozinha? Preparar a própria comida é uma excelente forma de cuidar da saúde física e mental. Além de ajudar a consumir alimentos mais frescos e saudáveis, cozinhar pode ser também uma maneira de relaxar e se divertir. Se você não tem muita intimidade com as panelas, dê uma chance para si e faça uma tentativa. Pode até demorar um pouco, mas você vai acabar percebendo os benefícios. Quer mais dicas? Assista ao vídeo!

Boletim desta sexta-feira (16) indicou que são 261 pacientes internados pela doença, sendo 123 em UTI e 138 em leito clínico. Centro Covid do Hospital Universitário (HU) de Macapá, no Amapá Secom/GEA O Amapá registrou nesta sexta-feira (16) mais 10 óbitos e 305 novos casos de contaminados pela Covid-19. Com isso, o estado contabiliza 1.456 mortes e chega a 102.836 infectados. Os recuperados somam 74.957, o equivalente a 72,88% do total. Média móvel de mortes e casos de Covid-19 no Amapá Mortes e casos de coronavírus nos municípios do estado Mortes Os óbitos informados no boletim do governo estadual de hoje ocorreram em Macapá, Tartarugalzinho e Calçoene, entre 9 de abril e quinta-feira (15). Veja os detalhes: TARTARUGALZINHO: mulher de 61 anos, com insuficiência renal aguda, falecida em 9 de abril; TARTARUGALZINHO: homem de 78 anos, sem comorbidades declaradas, falecido em 11 de abril; TARTARUGALZINHO: homem de 67 anos, com insuficiência renal aguda, falecido em 12 de abril; CALÇOENE: homem de 84 anos, com hipertensão, falecido em 13 de abril; MACAPÁ: mulher de 55 anos, sem comorbidades declaradas, falecida em 14 de abril; MACAPÁ: homem de 83 anos, sem comorbidades declaradas, falecido em 15 de abril; MACAPÁ: mulher de 49 anos, sem comorbidades declaradas, falecida em 15 de abril; MACAPÁ: mulher de 55 anos, sem comorbidades declaradas, falecida em 15 de abril; MACAPÁ: mulher de 70 anos, sem comorbidades declaradas, falecida em 15 de abril; MACAPÁ: homem de 70 anos, com hipertensão, falecido em 15 de abril. Em relação ao total de óbitos, a maior parte está concentrada em Macapá, com 1.098 registros, seguida por Santana (122), Laranjal do Jari (82) e Oiapoque (34). Vacinação Doses distribuídas: 130.742 Doses aplicadas: 101.118 Cobertura: 8,82% da população (1ª dose) e 2,92% (2ª dose) Vacinação contra Covid no Amapá: veja perguntas e respostas Vacina em Macapá: veja quem pode ser vacinado e o que fazer Internações e atendimentos Internados: 261 pacientes (123 em UTI e 138 em leito clínico) Confira a taxa de ocupação de leitos clínicos e de UTI Suspeitos de Covid-19 notificados: 2.266 em 10 municípios Suspeitos de Covid-19 hospitalizados: 43 (todos em leitos clínicos) Pacientes de Covid-19 em isolamento domiciliar: 26.162 pacientes Casos Sobre os 305 novos casos, a maioria foi confirmada em Macapá (249), Laranjal do Jari (16) e Serra do Navio (12). Outros 7 municípios registraram infectados. O boletim diário não necessariamente traz os registros de infectados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, por incluir resultados de exames de dias e meses anteriores, que estavam represados e foram lançados pelas prefeituras, ou de casos que estavam em investigação. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:

Ação civil pública é de autoria do MP-BA. Despacho foi publicado no Diário de Justiça Eletrônico da quinta-feira (15). Secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Almiro Sena Reprodução O promotor de Justiça Almiro Sena, condenado, em 2018, pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) por assédio sexual de servidoras, teve a perda do cargo decretada pelo juiz George James, da 4ª Vara Cível de Salvador. O despacho foi publicado no Diário de Justiça Eletrônico da quinta-feira (15). A ação civil pública foi de autoria do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e, segundo informações do TJ-BA, a decisão ainda cabe recurso. O G1 tentou, mas não conseguiu contato com a defesa do promotor Almiro Sena, para comentar a decisão. No documento, o MP-BA afirma que Almiro Sena ocupa o cargo vitalício de promotor de Justiça do órgão público e que, após regular processo administrativo disciplinar, foi demitido daquele cargo pelo Conselho Nacional do Ministério Público. Por causa disso, o MP-BA pediu para que seja decretada a perda do cargo do réu, o que só se pode obter após o trânsito em julgado de sentença judicial a ser proferida em processo instaurado para esse fim, como é o caso do processo. Ainda no documento, o Ministério Público informou que Almiro Sena respondeu à demanda e disse que havia a necessidade de suspender o processo, já que há uma sentença penal transitada em julgado. Relembre o caso O promotor de Justiça Almiro Sena foi condenado em dezembro de 2018 a quatro anos, cinco meses e 15 dias de prisão, em regime semiaberto, por assédio sexual contra servidoras da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado. Os casos de assédio aconteceram em 2014, quando Almiro Sena era titular da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado. Sena ficou à frente da pasta de janeiro de 2011 até janeiro de 2014. O promotor já havia sido preso, mas deixou o 12º Batalhão da Polícia Militar no dia 21 de julho de 2017, após a Justiça converter a prisão preventiva do promotor em prisão domiciliar. Ele ficou preso durante seis dias. Almiro Sena pediu exoneração do cargo de secretário de Justiça em janeiro de 2014, após as denúncias feitas por servidoras da pasta. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia 💻 Ouça 'Eu Te Explico' 🎙

Segundo a instituição, 16 funcionários foram infectados e um deles morreu com a doença nesta quarta-feira (14). Todos os internos serão testados a partir da semana que vem. Fundação Casa de Marília registra surto de Covid-19 Reprodução/TV TEM A Fundação Casa de Marília (SP) registrou um surto de Covid-19, com a identificação de 16 servidores infectados. Segundo a instituição, três deles estão internados em um hospital da cidade e um dos funcionários morreu com a doença na última quarta-feira (14). De acordo com a Fundação Casa, todos os servidores de Marília receberam a vacina contra a Covid-19 nesta semana e os internos serão testados a partir da semana que vem, em conjunto com a Secretaria de Saúde do município. A instituição informou que nenhum dos jovens está contaminado. Ainda segundo a instituição, estão sendo tomadas as devidas providências para evitar a disseminação do coronavírus e os servidores que não foram internados estão cumprindo a quarentena em suas residências. Todos os casos de Covid, segundo a Fundação, são informados à Secretaria da Saúde, ao Setor Epistemológico, aos familiares e ao Judiciário de Marilia. Prevenção Para prevenir a disseminação da Covid-19 entre os internos, a Fundação Casa informou que, logo após a decretação da pandemia, foi criado internamente o Comitê de Gerenciamento de Crise. O órgão tomou decisões e implementou medidas em todos os centros socioeducativos do estado, visando preservar a vida dos adolescentes e servidores. Nos centros, os funcionários receberam EPIs e estão orientados sobre os procedimentos de limpeza e higiene a seguir, ainda de acordo com a fundação. As atividades presenciais nos centros também foram suspensas, como visitas dos familiares, atividades religiosas, palestras, serviço voluntário, aulas da educação escolar com professores da rede pública estadual e cursos e oficinas executados por organizações sociais parceiras. VÍDEOS: assista às reportagens da região Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília

Lei foi assinada na tarde desta sexta-feira (16) pelo governador Gladson Cameli na Casa Civil, em Rio Branco. Programa deve ser lançado na próxima semana e depois o cartão será entregue às famílias beneficiadas. Governador Gladson Cameli assinou lei que vai pagar auxílio de R$ 150 para famílias carentes do Acre nesta sexta-feira (16) Reprodução O governo do Acre sancionou, nesta sexta-feira (16), a lei que cria o Programa Auxílio do Bem que vai auxiliar famílias carentes durante a pandemia da Covid-19. O governador Gladson Cameli assinou o documento na Casa Civil em reunião com deputados estaduais e a Secretaria de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM). O projeto foi aprovado, por unanimidade, na quarta (14), em sessão on-line na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). Ao todo, 18 mil famílias carentes devem ser beneficiadas e receberão um cartão para fazer compras em estabelecimentos comerciais credenciados no estado. Com investimento de mais de R$ 9 milhões, o programa é coordenado pela Secretaria de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM). Segundo a pasta, os municípios precisam mandar uma lista com as famílias que vão ser beneficiadas. O programa deve ser lançado após a sanção do governador, na próxima semana. O cartão deve ser entregue às famílias depois do lançamento oficial. "Com esse cartão, não será necessário as famílias estarem na fila de bancos, vão poder ter a autonomia para garantir os itens de necessidade em sua cesta básica. Três comércios de cada município vão ser credenciados e vai fomentar a economia dos municípios", destacou a secretária Ana Paula Lima. Para ter direito ao recurso, as famílias não podem ganhar benefício do Programa Bolsa Família e nem ter inscrição no Cadastro Único (CadÚnico). Segundo a secretária Ana Paula, vão receber o auxílio as 'famílias invisíveis', que ainda não foram beneficiadas em nenhum projeto de assistência até o momento. "A gente sabe que um dos efeitos da pandemia, infelizmente, é a fome. O momento demanda de todos nós união, temos feito uma articulação no sentido de mobilizar as pessoas para doações. Sentimos que havia a necessidade de um programa como esse para ajudar as famílias", afirmou. Beneficiados Vão ser beneficiadas também organizações da sociedade que atuam no acolhimento de crianças, jovens, adultos e idosos. Veja os critérios para ser beneficiado: Não estar inserida no CadÚnico e/ou cadastrados após a data de 21 de março de 2020; Nenhum membro da família pode ter renda salarial; As famílias devem ter renda per capita de até R$ 178 Não estar recebendo assistências sociais ou previdenciárias, como programas de renda ou seguro desemprego, Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada Não ter recebido Auxílio Emergencial financeiro do governo federal; Ser maior de 18 anos, salvo no caso de mães adolescentes a partir dos 16 anos. Reveja os telejornais do Acre

Os moradores da Capital que nasceram entre os meses de janeiro e julho devem procurar a imunização no sábado (17), já aqueles que fazem aniversário entre agosto e dezembro serão vacinados no domingo (18). Vacinação será para pessoas com 60 anos em Campo Grande neste final de semana PMCG/Divulgação Segundo o calendário de vacinação contra a Covid-19 em Campo Grande, neste final de semana, pessoas com 61 anos completos poderão ser imunizados. Os moradores da Capital que nasceram entre os meses de janeiro e julho devem procurar a imunização no sábado (17). Já aqueles que fazem aniversário entre agosto e dezembro serão vacinados no domingo (18). Confira os locais abaixo. No sábado (17), também será feito o reforço vacinal de quem está com a vacinação agendada até o dia 17 de abril. De acordo com a prefeitura, no domingo (18), não será aplicada segundas doses. No domingo (18) haverá repescagem, aqueles que não conseguiram tomar a primeira dose em momento oportuno e tem 60 anos ou mais poderão receber o imunizante. O vacinômetro, plataforma que mostra a quantidade de pessoas que já foram imunizadas em Campo Grande, aponta que 148.042 pessoas receberam a primeira dose do imunizante contra o novo coronavírus, sendo que 53.233 foram vacinadas com as duas parcelas. Só nesta sexta (16) já foram vacinados 5.885 pessoas. Para agilizar e otimizar o tempo das pessoas quando forem receber a vacina, a Sesau pede para que um cadastro de identificação seja feito. Para acessar e realizar a sua inscrição, acesse este link. Confira os locais para vacinação: Locais de vacinação no sábado (17) Drive-thru Ayrton Senna - acesso pela Rua Arapoti, bairro Aero Rancho - 13h às 17h Drive-thru Albano Franco - Avenida Mato Grosso, 5.070 - 13h às 17h Centro de Vacinação Guanandizão - acesso pela Travessa Touro - 13h às 17h Seleta - Rua Dolor Ferreira de Andrade, 270 - 13h às 17h IMPCG - Rua Orfeu Baís, 77 - 13h às 16h45 Cassems - Rua Príncipe Ranier, 48, bairro Vivendas do Bosque - 13h às 17h Unidades de Saúde - 7h30 às 17h Bandeira Universitário Itamaracá Moreninha Carlota Prosa Noroeste Nova Bahia Mata do Jacinto Segredo Cel. Antonino Azaléia Paradiso São Francisco Vila Nasser Lagoa Batistão Buriti Coophavila Oliveira Taruma Imbirussu Lar do Trabalhador Silvia Regina Albino Coimbra Serradinho Aero Itália Anhanduizinho UBS Jockey USF Los Angeles USF Anhanduí USF CF Iracy Coelho USF Parque do sol USF Botafogo USF Dona Neta Locais de vacinação no domingo (18) Drive-thru Ayrton Senna - acesso pela Rua Arapoti, bairro Aero Rancho - 13h às 17h Drive-thru Albano Franco - Avenida Mato Grosso, 5.070 - 13h às 17h Centro de Vacinação Guanandizão - acesso pela Travessa Touro - 13h às 17h Seleta - Rua Dolor Ferreira de Andrade, 270 - 13h às 17h IMPCG - Rua Orfeu Baís, 77 - 13h às 16h45 Cassems - Rua Príncipe Ranier, 48, bairro Vivendas do Bosque - 13h às 17h Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:

De acordo com a prefeitura, o público priorizado nesta etapa contém cerca de 6 mil pessoas. Enfermeira aplicando dose de vacina em morador Marcos Sandes/Ascom/Araguaína A Prefeitura de Aracaju informou que vai começar a vacinação dos idosos de 60 anos contra a Covid-19, a partir deste domingo (18). De acordo com a PMA, o público priorizado nesta etapa, que contém cerca de 6 mil pessoas, poderá ir até o drive-thru, instalado no Parque Augusto Franco, às Unidades Básicas de Saúde ou aos pontos exclusivos para receber a primeira dose do imunizante. Profissionais da saúde, das Forças de Segurança, Salvamento e Forças Armadas, além das pessoas com Síndrome de Down e Autismo também continuarão recebendo a vacina. Confira o cronograma de vacinação: Domingo (18): idosos de 60 anos que nasceram entre abril e setembro de 1960 Segunda-Feira (19): idosos de 60 anos que nasceram de outubro de 1.960 a março de 1.961 Terça-feira (20): idosos que têm mais de 60 anos e não se vacinaram nos dias anteriores Para os idosos que se vacinarão no domingo, sete Unidades Básicas de Saúde estarão disponíveis. São elas: UBS Augusto Franco (no conjunto Augusto Franco), UBS Francisco Fonseca (bairro 18 do Forte), UBS Edézio Vieira de Melo (bairro Siqueira Campos), UBS José Calumby (bairro Jardim Centenário), UBS Marx de Carvalho (bairro Ponto Novo), UBS Anália Pina (bairro Almirante Tamandaré) e UBS Cândida Alves (bairro Santo Antônio). Outra opção disponível é a Paróquia Nossa Senhora Perpétuo Socorro, localizada no bairro São Conrado. Também será possível receber a vacina no drive-thru da Sementeira, mediante apresentação do código disponibilizado pela Secretaria Municipal da Saúde. Nos dias da semana, a vacina será ofertada em 40 Unidades Básicas de Saúde, no posto itinerante do parque e nos seguintes pontos fixos: Cras João de Oliveira Sobral (Bairro Santos Dumont), UBS Walter Cardoso, Estação Cidadania (Bairro Bugio), Santuário Nossa Senhora Aparecida (Bairro Bugio), quadra do Colégio CCPA (Bairro Grageru) e Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe (em frente a UBS Hugo Gurgel). Para os profissionais de saúde, das Forças Armadas, Salvamento e Forças de Segurança, o imunizante também será disponibilizado na Escola Presidente Getúlio Vargas, no Bairro Siqueira Campos, com apresentação do código, assim como no drive-thru.

Município deve receber neste sábado (17) um novo carregamento que atenderá 100% desse grupo e também trabalhadores da saúde. Vacinação contra a Covid-19 em Presidente Prudente Marcos Sanches/Secom A Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM) vai antecipar para a próxima terça-feira (20) a vacinação contra a Covid-19 para idosos de 65 e 66 anos, em Presidente Prudente. De acordo com a Prefeitura, um novo carregamento, com 8.310 doses, está previsto para ser entregue neste sábado (17), sendo 4.550 doses para atender 100% do grupo de 65 e 66 anos e 3.760 para a segunda dose dos trabalhadores da saúde. Os dados desta sexta-feira (16) apontam que o município já aplicou 53.194 doses contra o coronavírus, sendo 36.970 referentes a primeira e 16.224 que correspondem à segunda dose. Atualmente, a cidade conta com 26 postos de vacinação entre Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Estratégias de Saúde da Família (ESFs), que funcionam das 7h30 às 16h30. Para ser vacinado, o idoso precisa apresentar um documento oficial comprovando o requisito. A Prefeitura ressaltou que a sala da UBS do Jardim Santana está desativada, portanto, os moradores da região devem se dirigir à UBS do Jardim São Pedro. VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente Initial plugin text Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.
Segundo o relato da mãe da criança à polícia, o homem ofereceu R$ 10 para a menina e disse que ela deveria buscar o dinheiro na casa dele. Vítima tinha sinais de irritação nas partes íntimas. Um homem foi preso suspeito de estuprar uma menina de seis anos, na noite de quinta-feira (15), no bairro Santa Terezinha, em Lins (SP). Segundo o boletim de ocorrência, a mãe da criança relatou aos policiais que a filha a contou que o homem a ofereceu R$ 10 e disse que ela deveria ir até a casa dele para pegar o dinheiro. No local, conforme o B.O., o suspeito teria jogado a criança em um colchão e tirado as roupas dela. A menina foi levada à Santa Casa de Lins e, segundo a polícia, foi constatado que não houve penetração, mas a vítima tinha sinais de irritação nas partes íntimas. Ela foi medicada com remédios de prevenção a doenças sexuais. A polícia solicitou a prisão temporária do suspeito e ele será levado para a cadeia de São Pedro do Turvo (SP). De acordo com o B.O., o homem já era conhecido pelos policiais por casos semelhantes. VÍDEOS: assista às reportagens da região Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília

Idosos e trabalhadores da saúde poderão receber a segunda dose da vacina nas 11 Unidades Básicas de Saúde do município. Já os quilombolas, serão vacinados nos locais onde residem. Vacinação contra a Covid-19 para idosos, trabalhadores da saúde e quilombolas será no sábado em Feira de Santana; veja postos Divulgação/Prefeitura de Feira de Santana A vacinação contra a Covid-19 para idosos, trabalhadores da saúde e quilombolas será no sábado (17) em Feira de Santana, cidade que fica a cerca de 100 km de Salvador. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Feira de Santana, os idosos e trabalhadores de saúde irão receber a segunda dose do imunizante. A vacina estará disponível nas 11 Unidades Básicas de Saúde (UBS), das 8h às 17h. Ainda segundo a SMS, os quilombolas do distrito de Matinha e Candeal serão vacinados. Além disso, a secretaria informou que eles serão vacinadas nos locais onde residem. Dessa forma, não é necessário ir até uma unidade de saúde. Veja os locais da vacinação nas Unidades Básicas de Saúde: UBS Cassa; UBS Subaé; UBS Caseb 1; UBS Caseb 2; UBS Baraúnas; UBS Irmã Dulce; UBS Mangabeira; UBS Serraria Brasil; UBS Jardim Cruzeiro; UBS Dispensário Santana; UBS CSU (Centro Social Urbano). Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia 💻 Ouça 'Eu Te Explico' 🎙
Eles fizeram pedido em reunião com secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohamed. Hospitais no país enfrentam escassez de analgésicos, sedativos e oxigênio. Governadores pedem à ONU ajuda humanitária para o Brasil Governadores pediram na tarde desta sexta-feira (16) a "ajuda humanitária" da Organização das Nações Unidas (ONU) para a aquisição de vacinas contra Covid-19 e de remédios e sedativos que compõem o chamado kit intubação. Organizados no Fórum dos Governadores, eles se reuniram por videoconferência com a secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohamed. “São 11 estados em que pacientes estão internados e faltam analgésicos, sedativos, em alguns lugares oxigênio. Ou seja, há necessidade de a ONU dar essa ajuda humanitária nessa direção”, disse o governador Wellington Dias (PT), coordenador da temática de vacina no fórum. Os governadores enviaram à secretária uma carta em que relacionam cinco pontos de combate à pandemia na visão do grupo, entre os quais uma estratégia de combate ao coronavírus com medidas restritivas e isolamento e com o aumento da vacinação por meio da ajuda internacional. São os seguintes cinco pontos apresentados à ONU, segundo Wellington Dias: Que seja cumprido o cronograma do consórcio internacional Covax Facility; Que a ONU dialogue com a União Europeia, Índia e China para que o Brasil tenha prioridade na entrega de IFA; Que a ONU atue junto à AstraZeneca e ao Sinovac para antecipar a produção de IFA no Brasil; Que a ONU atue para que os Estados Unidos vendam ou emprestar as vacinas da AstraZeneca que os EUA têm estocadas; Que a ONU ajudasse o Brasil a obter medicamentos e sedativos utilizados para a sedação e intubação de pacientes. Segundo Wellington Dias, a Organização Mundial da Saúde (OMS), que também participou da reunião, afirmou que será feita uma tentativa para antecipar a entrega de aproximadamente 4 milhões de doses da vacina AstraZeneca por meio do consórcio Covax Facility. “Haverá um esforço para que uma entrega que estava prevista para maio possa ser antecipada para até o final do mês de abril — cerca de 4 milhões de doses. Vamos tratar com a própria Coreia, com a Índia, com a China, com outras regiões de produção que estão no compromisso de entrega para a OMS, para este esforço com o Brasil”, afirmou o governador. Segundo Dias, os estados têm uma estratégia de conter o coronavírus com medidas restritivas, quarentena e isolamento de pessoas. "Mas há um fato concreto: o vírus se propagou fortemente no Brasil”, declarou. Vacinas O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse na reunião que a suspensão temporária das patentes das vacinas contra Covid-19 deve ser uma discussão mundial frente à grande demanda pelos imunizantes. "Vários organismos e países têm destacado que as cartas de direito do sistema ONU consagram a função social da propriedade e da propriedade intelectual. Talvez a temática da suspensão temporária de direitos de propriedade intelectual, a chamada quebra de patentes, seja um tema inevitável em nível global", disse Dino. Wellington Dias também afirmou que os governadores estão pedindo à Universidade de Oxford a autorização para a antecipação da produção do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). "Isso vai ser bom para o Brasil e para o mundo. Sensibilizar a ONU dessa ajuda humanitária que estamos pedindo ao mundo e aos EUA, que tem produção já realizada e que não está em uso e poderia ser utilizada para o Brasil e outros países com baixa vacinação", afirmou o governador.

Assista pela internet diariamente, a partir das 19h, ao telejornal da EPTV. EPTV 2 Ribeirão e Franca ao vivo Assista pela internet diariamente, a partir das 19h, ao telejornal da EPTV.

Estabelecimentos voltam a funcionar das 11h até às 19h, com 25% da capacidade de lotação, após prefeitura anunciar que irá seguir fase de transição do Plano SP da quarentena da Covid-19. Fachada do Shopping Iguatemi Campinas Tatiana Ferro/Divulgação Iguatemi Os shoppings de Campinas (SP) reabrem a partir deste domingo (18) após a prefeitura seguir a nova fase de flexibilização do Plano SP e autorizar o funcionamento do comércio com horário e capacidade de público reduzida. Veja o esquema abaixo. Veja como fica a região de Campinas durante a fase de transição do Plano São Paulo Nesta nova etapa, os centros de compra devem funcionar das 11h às 19h, com capacidade máxima de 25% do público. A medida, entretanto, não autoriza a abertura de restaurantes e das praças de alimentação, prevista para ocorrer a partir do dia 24 de abril. Segundo a prefeitura, a Emdec, empresa responsável pelo trânsito, monitora a necessidade de reforço em algumas linhas dos ônibus de transporte coletivo com a flexibilização. Campinas Shopping Campinas Shopping abre as lojas a partir deste domingo (18), das 11h às 19h; O funcionamento dos restaurantes deve permanecer por meio de delivery, drive-thru ou take away (retirada); A capacidade total de público é de 25% no local; A reabertura da praça de alimentação deve acontecer a partir do dia 24 de abril. Galleria Shopping Parte dos serviços serão retomados neste domingo (18), com exceção dos serviços alimentação; Restaurantes e outros relacionados ao setor continuam funcionando apenas por delivery, drive-thru ou take away (retirada); As lojas passam a atender diariamente, das 11h às 19h, com 25% de ocupação; Outras medidas de segurança, como máscara e uso de álcool em gel continuam em vigor. Iguatemi Shopping Apesar da abertura das lojas neste domingo (18), o setor de alimentação do shopping segue atendendo apenas através de drive-thru, delivery ou take away (retirada); Os serviços que funcionam com atendimento presencial vão funcionar das 11h às 19h; O limite máximo de ocupação será de 25%. Parque D. Pedro O Parque D. Pedro Shopping abre a partir deste domingo (18), das 11h às 19h; O serviços de alimentação funciona apenas através de delivery e take away (retirada); Além disso, as atrações de lazer permanecem fechadas. Parque das Bandeiras Shopping volta a funcionar a partir desde domingo (18), das 11h às 19h; Lojas vão seguir as regras de abertura que constam no Plano São Paulo. Spazio Ouro Verde Lojas vão abrir neste domingo (18), das 11h até 19h; Praça de alimentação permanece fechada, atendendo apenas pelo sistema take away (retirada); A capacidade máxima de lotação no local é de 25%. Unimart Shopping O Unimart Shopping informa que irá seguir o novo decreto, voltando a funcionar neste domingo (18), das 11h às 19h; O shopping segue respeitando o distanciamento social, número reservado de pessoas por loja e pontos de álcool gel espalhados pelo espaço. VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e Região Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Em conversa com o blog nesta sexta-feira (16), o senador Renan Calheiros (MDB-AL) desabafou sobre a articulação do Planalto para barrar sua indicação como relator da CPI da Pandemia. "Não sei por que tanto ódio de mim", afirmou Calheiros. Nos últimos dias, o governo Jair Bolsonaro ainda tentou, sem sucesso, um movimento para mudar os integrantes da comissão – incluindo as indicações do PSD, que tem a segunda maior bancada da Casa e deve garantir a presidência dos trabalhos. A relatoria nas mãos de Renan Calheiros é vista pelo Palácio do Planalto com preocupação. Isso, porque o governo percebe que não terá controle sobre os rumos da CPI no Senado. Na reunião realizada nesta tarde pelos senadores do chamado "G6" – parlamentares independentes e oposicionistas indicados à CPI –, o senador Otto Alencar (PSD-BA) garantiu que Omar Aziz (PSD-AM), indicado para presidir a comissão, vai escolher o relator indicado pelo grupo. A reunião confirmou um acordo desses senadores para emplacar Aziz na presidência, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) na vice-presidência e Renan Calheiros na relatoria dos trabalhos. CPI da pandemia: Omar Aziz (PSD-AM) será presidente; Renan Calheiros (MDB-AL) o relator

Estado já contabiliza mais de 12,3 mil mortes e mais de 362 mil casos confirmados, até esta sexta-feira. Paciente é transferido para hospital no Amazonas. Diego Gurgel/Secom O Amazonas confirmou mais 15 mortes por Covid nesta sexta-feira (16), sendo nove das últimas 24 horas. Com isso, o total de vidas perdidas para a doença chegou a 12.352. O estado também registrou 773 novos casos de Covid, totalizando 362.401 casos confirmados desde o começo da pandemia. Os dados constam no boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). O Amazonas se encontra na fase laranja, que corresponde à classificação de risco moderado para transmissão de Covid-19. Vacina contra Covid-19 em Manaus: veja quem pode ser vacinado hoje e o que fazer Covid-19: veja a ocupação dos leitos de UTI e enfermaria em Manaus O boletim acrescenta ainda que 39.760 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas pelas secretarias municipais de saúde, o que corresponde a 10,97% dos casos confirmados ativos. Internações por Covid Em Manaus, há 551 pacientes internados com Covid, sendo 240 em leitos (42 na rede privada e 198 na rede pública), 301 em UTI (79 na rede privada e 222 na rede pública) e 10 em sala vermelha. Há ainda outros 74 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 60 estão em leitos clínicos (22 na rede privada e 38 na rede pública), nove estão em UTI (um na rede privada e oito na rede pública) e cinco em sala vermelha. No boletim consta, também, que há outros 213 pacientes internados com Covid-19 no interior do estado, conforme informado pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM). São 30 em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e 183 em leitos clínicos. Justiça obriga União a apresentar cronograma de envio de vacinas para o AM Capital e interior Dos 362.401 casos confirmados no Amazonas até esta sexta-feira (16), 165.781 são de Manaus (45,75%) e 196.620 do interior do estado (54,25%). MAPA: veja os números de casos e mortes na sua cidade Em relação as mortes, entre pacientes em Manaus, há o registro de 8.612 óbitos confirmados em decorrência do novo coronavírus. No interior, são 61 municípios com óbitos confirmados até o momento, totalizando 3.740. Nesta edição seis municípios não atualizaram o sistema de informação para consolidação dos dados do boletim. São eles: Apuí, Barcelos, Benjamin Constant, Guajará, Maraã e Nova Olinda do Norte. Veja vídeos mais assistidos do G1 Amazonas nos últimos 7 dias

Segundo os bombeiros, no veículo estão três pessoas, duas conscientes e desorientadas e uma outra inconsciente. Saída para Rochedo em Campo Grande, Mato Grosso do Sul Street View - Google/Reprodução Uma família ficou presas às ferragens após cair de uma ponte na tarde desta sexta-feira (16). O acidente aconteceu em Campo Grande, saída para Rochedo. Segundo as informações do Corpo de Bombeiros, durante a chuva dessa tarde o motorista teria perdido o controle e caído no barranco. As autoridades disseram ainda que no veículo encontram-se duas vítimas conscientes e desorientadas e uma outra inconsciente. A família não foi identificada.

Revitalização do espaço teve início em janeiro e, em abril, grupo registrou a colheita dos frutos do projeto. Moradores decidiram criar horta comunitária em praça para produzir alimentos para a vizinhança Arquivo Pessoal Incomodados com a sujeira e a proliferação de bichos e insetos, moradores do bairro Guilhermina, em Praia Grande, no litoral paulista, decidiram restaurar uma praça e transformá-la em uma horta comunitária. A revitalização do espaço teve início em janeiro deste ano e, em abril, o grupo registrou a colheita dos primeiros frutos do projeto. A ideia partiu da técnica em enfermagem Sandra dos Santos Nunes, de 52 anos. Em entrevista ao G1 nesta sexta-feira (16), ela contou que mora em frente ao local, que fica entre as ruas Itararé e Embaré, e que há muito tempo via a praça sendo depredada com lixo e entulho, o que propiciou o surgimento de ratos e mosquitos da dengue. No início do ano, ela chamou a família e passou um dia inteiro limpando o local, contando, também, com a ajuda de alguns vizinhos. Em conversa com os moradores, o grupo decidiu cuidar do local e plantar algumas flores, que ajudassem a melhorar a aparência da praça. Praça utilizada para despejo de lixo e entulho passou por restauração Arquivo Pessoal Após alguns dias cuidando do local, Sandra conheceu o cuidador de idosos Evanildo Dantas de Abreu, de 35 anos, que já havia trabalhado com agronegócio e produção de hortaliças, e sugeriu a criação de uma horta comunitária no local, para que os alimentos pudessem ser distribuídos entre a vizinhança futuramente. Para a revitalização, os moradores utilizaram materiais recicláveis, como garrafas PET, madeiras e fios. Além disso, cada vizinho ajudou com mudas e flores. Abreu possuía hortaliças em casa, e decidiu ajudar também. “É um primeiro passo, mas se toda a população começar a ter consciência de que precisamos usar espaços públicos para produzir alimentos, isso vai ajudar bastante a situação de famílias mais vulneráveis. É um trabalho lento, mas acredito que tem tudo para dar certo, basta a população acreditar, e o poder público agir”, analisa o cuidador de idosos. Moradores se empenharam para plantar e cuidar de horta comunitária em Praia Grande, SP Arquivo Pessoal Abreu ainda esclarece que o lixo era jogado pelos próprios moradores, contudo, após o início da restauração do local, os mesmos começaram a cuidar do espaço e evitar que outras pessoas destruíssem a plantação. Conforme o cuidador de idosos, atualmente, a praça contém plantações de couve, salsa, tomate, erva cidreira, hortelã, abacaxi, poejo e babosa, além de diversas flores. A ideia do grupo, agora, é ampliar o espaço e, vendo que a ação foi bem aceita, implementar novos produtos, como alface, cheiro verde e outras hortaliças. Ele relata que o primeiro plantio começou na segunda quinzena de fevereiro, e nesta primeira quinzena de abril, eles já puderam colher os frutos. Com os alimentos gratuitos e orgânicos em mãos, os moradores distribuem a colheita entre as casas do bairro e para famílias que estão passando por dificuldades financeiras em meio à pandemia do novo coronavírus. Abreu ainda explica que as plantações são para todos, mas que o local também precisa da ajuda e do cuidado de toda a vizinhança. “Eu espero que o pessoal se conscientize cada vez mais, e veja que a praça é para todos nós”, concluiu. Tomates crescendo em horta comunitária, após serem plantados por moradores em Praia Grande, SP Arquivo Pessoal VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Santos

Pagamento também pode ser parcelado em até 10 vezes. Pagamento da primeira parcela também foi prorrogado até terça (20). Contribuintes de Camaçari têm até terça-feira (20) para quitar o IPTU em cota única Divulgação Os contribuintes de Camaçari, município na região metropolitana de Salvador, têm até terça-feira (20) para fazer o pagamento à vista do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2021 com 10% de desconto. O novo prazo também vale para pagamento da primeira parcela de quem optar por dividir o valor em até 10 vezes. De acordo com informações da prefeitura, a data para pagamento da cota única do IPTU foi prorrogada de 20 de março até 20 de abril, em virtude da pandemia de Covid-19. O objetivo é facilitar para que mais contribuintes consigam realizar o pagamento do imposto. Para quem precisar, a segunda via do boleto do IPTU é emitida no site da prefeitura ou pelo site da Secretaria da Fazenda. Parcelamento A prefeitura ressalta ainda que o contribuinte que optar pelo parcelamento do imposto vai precisar pagar duas parcelas, porque apenas a primeira foi prorrogada até 20 de abril. As demais devem ser pagas no dia 20 de cada mês. O pagamento mínimo por parcela é de R$ 50. O novo prazo também é válido para as taxas de Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (COSIP) e a Taxa de Resíduos Sólido Diluído (TRSD), que são cobradas junto ao carnê do IPTU. Para mais informações, é possível entrar em contato através do Sefaz Atende, por meio do número de WhatsApp (71) 98796-9856, com atendimento exclusivo via mensagem de texto, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Ou ainda através do Call Center, no mesmo horário, através dos telefones (71) 0800 280 6965 ou 3621-6965 e pelo e-mail: [email protected] Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia 💻 Ouça o podcast 'Eu Te Explico' 🎙

Comércio de Presidente Prudente Mariana Padovan/Secom A Prefeitura de Presidente Prudente baixou na tarde desta sexta-feira (16) um novo decreto municipal que ajusta a cidade às regras da fase de transição do Plano São Paulo, anunciada pelo governo do Estado, em relação à retomada gradual das atividades econômicas presenciais. Os efeitos do decreto municipal 31.901/2021 valem para o período de 18 a 23 de abril. Com isso, as atividades comerciais em shoppings centers e lojas de rua passam a ter funcionamento permitido das 11h às 19h. Já o funcionamento das atividades religiosas será permitido até as 19h. A capacidade de ocupação dos locais fica restringida a 25%, seguindo-se os protocolos sanitários. Independentemente de onde estejam instalados, os serviços essenciais terão permissão para as atividades de delivery, drive-thru e retirada, nas dependências de seus estabelecimentos, com a observação do horário de funcionamento dos locais previsto nos alvarás. Já nos estabelecimentos públicos municipais, fica mantido o horário das 8h às 13h para o atendimento presencial, bem como a possibilidade da realização do trabalho remoto dos servidores. Ainda permanece suspensa em Presidente Prudente a realização de aulas presenciais nas redes públicas de ensino estadual e municipal. De acordo com o decreto municipal publicada nesta sexta-feira (16), a suspensão será revista de acordo com o avanço do município nas fases de flexibilização previstas no Plano São Paulo. Já em relação às escolas particulares, a Prefeitura recomenda que priorizem a realização de aulas de forma remota. Governo de SP cria 'fase de transição' e libera comércio e atividades religiosas a partir de domingo Nesta sexta-feira (16), o governo do Estado de São Paulo criou uma nova fase no plano de flexibilização da quarentena, entre a vermelha e a laranja, e autorizou a abertura do comércio e de atividades religiosas em horários reduzidos de funcionamento a partir deste domingo (18). A chamada "fase de transição" prevê a liberação gradual de outros setores da economia ao longo de duas semanas. Em 24 de abril, poderão voltar a operar os parques, restaurantes, salões de beleza e academias. O decreto municipal 31.901/2021, assinado pelo prefeito Ed Thomas (PSB), cita que a fase de transição permitirá "o retorno gradual e seguro de atividades presenciais". Veja abaixo a íntegra do decreto municipal: Decreto municipal segue regras da fase de transição em Presidente Prudente Reprodução Decreto municipal segue regras da fase de transição em Presidente Prudente Reprodução Decreto municipal segue regras da fase de transição em Presidente Prudente Reprodução